A arte de estacionar

A arte de estacionar

Ou como encontrar a vaga ideal

Quantas vezes você queria encontrar uma vaga para estacionar no shopping center ou no supermercado e não conseguia? Você circula, espera, anda, olha e não encontra uma vaga livre por perto. Vamos analisar a logística da situação, assim como fez o Wall Street Journal.

Primeiro, é preciso entender que quase sempre há vagas disponíveis. Acontece que quem está com pressa não quer caminhar, e fica procurando vagas de estacionamento perto da porta de entrada. Segundo, do ponto de vista operacional, a busca por uma vaga de estacionamento é muito parecida com qualquer outra fila (como a fila do caixa, fila do banco ou qualquer outro processo analisado pela teoria das filas). Os usuários aparecem em frequências e horários aleatórios, e uma vez que entram no sistema (começam a ser atendidos pelo caixa ou estacionam seu carro), eles ocupam o sistema (o funcionário do caixa ou a vaga do estacionamento) por um período de tempo aleatório. Matematicamente falando, eles são muito parecidos e se você quiser fazer suposições suficientes, conseguimos até calcular quantos usuários estão na fila ou qual a chance de todas as boas vagas de estacionamento estarem ocupadas.

estacionamentoA principal diferença entre a maioria das filas e os estacionamentos é que nos estacionamentos o atendimento e a sequência também são aleatórios. O usuário precisa procurar por um atendente disponível (a vaga) ao invés de ser direcionado ao próximo atendente livre no call center ou poder escolher entre várias filas de caixa no supermercado. Existem algumas soluções tecnológicas que estão sendo postas em prática para tentar solucionar este problema ao dar mais informações aos usuários sobre onde estão as vagas disponíveis.

Como esperar pela vaga

1. Espere em um local onde você possa ver ao menos 20 carros a sua frente.

2. Considere que o tempo médio de visita ao shopping é de 3 horas (180 minutos). Divida 180 minutos pelos 20 carros que você vê, e a probabilidade indica que um dos 20 carros sairá em 9 minutos ou menos!

3. Quanto mais carros você observar, menor seu tempo de espera. Observando 25 carros faz seu tempo médio de espera cair para 7 minutos.

4. Não observe mais que 25 carros. Mesmo que você consiga ver o carro saindo da vaga ao longe, você dificilmente conseguirá ganhar a vaga de alguém que já esteja esperando lá perto.

Onde procurar a vaga

Imagens de satélite mostram que os estacionamentos se lotam em forma de sino, com os corredores mais concorridos logo a frente da porta de entrada.

1. Se você está com pressa, nem procure vagas nos corredores à frente da porta de entrada do shopping.

2. Procure por um corredor que esteja no meio do caminho entre 2 portas de entrada.Este corredor está na fronteira das 2 curvas de sino e é mais provável que você encontre uma vaga logo início da fila.

3. Baseado na curva, a distância de caminhada até a porta de entrada provavelmente é menor do que se você estacionar no corredor logo a frente da porta, mas lá no final da fila.

Algumas considerações

Apenas algumas ideias para pensar. Eu não tenho tanta certeza do funcionamento da estratégia de espera traçada acima. É possível escrever um modelo em que uma vaga de estacionamento fique ocupada por 180 minutos em média, e ao observar 20 delas até que alguém saia nos dá um tempo de espera de 180/20 = 9 minutos. Mas isso requer quer os tempos sejam exponencialmente distribuídos – uma suposição bem específica. E mesmo que você concorde com isso, você deve saber que as chances de você esperar por mais de 15 minutos por uma das 20 vagas é de aproximadamente 19%.

Sem supor que as pessoas estão no shopping por um tempo exponencialmente distribuído, fica muito mais difícil identificar o tempo de espera, mas é bem fácil ver que pode ser bem diferente de 9 minutos. Por exemplo, suponha que todo mundo fique exatamente 3 horas no shopping. Suponha ainda que o estacionamento comece a lotar as 9h30 e que as melhores vagas já foram ocupadas as 10h30. Você chega as 10h45. Você acha que deveria esperar por uma das vagas? Óbvio que não! Nenhuma das melhores vagas estará disponível antes das 12h30, o que significa uma espera de quase 2 horas. A probabilidade as vezes pode nos pregar peças e ser um pouco otimista demais!

Baseado no texto “Operations: The art of parking?” de Martin A. Lariviere, publicado no blog The Operations Room. Tradução e adaptação feitas por Leandro Callegari Coelho e autorizadas pelos autores exclusivamente para o Logística Descomplicada.

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).

  • sair do fluxo é o segredo, entradas alternativas.

  • Guarda Móveis

    estacionar é mesmo uma arte, principalmente em shoppings. uma coisa que atrapaha muito é a falta de sinalização nos estacionamentos.Muitas placas de saída ficam quase escondidas e as pessoas ficam “rodando” dentro do estacionamento atrapalhando que está chegando.depois tem pessoas que não procuram vaga, apenas vêem que tem um carro saindo e já “cola” atrás para não perder a vaga, atrapalhando muitas vezes o motorista que está deixando a vaga com dificuldades para manobrar.isso causa muitas filas…

  • Telshibianchi

    Em teste prático, a teoria acima costuma funcionar, não sei se exatamente no tempo de 9min… mas tenho esse costume de parar e uma fila, e aguardar por alguns minutos, em geral a vaga surge em pouco tempo. Em dias de maior pressa, já procuro vagas fora do eixo “sino” e caminho até a porta mais proxima.

  • Celso Capella

    Esta espera está próxima de terminar, especialmente para Estacionamentos
    Outdoor, mas também para Indoor.

    Estamos apresentando soluções que integram diversas Tecnologias,
    incluindo Módulo de Inteligência Artificial para direcionamento do Fluxo
    de Carros.

    Caso você “esqueça” o carro, pelo horário do Ticket poderá encontrar o
    seu carro, mesmo em Operações com mais de 4.000 Vagas!

    Desenvolvido 100% no Brasil.

    Pode ser aplicado também em grandes pátios de estacionamento para Caminhões.