Brasil é o que mais avançou em petróleo

Brasil é o que mais avançou em petróleo

De 2001 a 2010, a produção brasileira aumentou 60%, a maior alta entre os 20 grandes produtores mundiais

Extração foi de 1,337 mi para 2,137 mi de barris por dia, e país subiu do 18º para o 13º lugar no ranking dos produtores

O Brasil teve o maior avanço na produção de petróleo nos últimos dez anos, levando em conta os 20 maiores produtores do mundo no início da década passada.

Entre 2001 e 2010, o país apresentou um salto de 60% na produção. Esse aumento fez com que a extração passasse de 1,337 milhão de barris/dia para 2,137 milhões. Com isso, o Brasil passou do 18º para o 13º lugar no ranking dos países produtores de petróleo, atualmente liderado pela Rússia.

extração de petróleo no Brasil aumentouOs dados relativos à produção brasileira são da ANP (Agência Nacional do Petróleo). As informações de outros países constam do relatório “Statistical Review of World Energy 2011”, da empresa britânica BP. Dos 20 principais do ranking, 18 tinham produção acima de 1 milhão de barris por dia em 2001. A expansão da produção brasileira confirma a condição emergente do Brasil no cenário geopolítico mundial, ainda mais diante das perspectivas de novas e mais significativas descobertas na camada pré-sal.

O crescimento brasileiro foi mais significativo do que o de países que também ampliaram bastante suas reservas nesse período, como Canadá e Irã. As reservas canadenses, por exemplo, tiveram expansão de 80% no período. No mesmo período, a produção subiu 24,62%. Já as reservas brasileiras cresceram 67%. No ranking relativo à variação de reservas, o Brasil também se destaca, mas ainda fica atrás de países como Venezuela (171,8% de crescimento) e Angola (107%). O país africano, no entanto, não figurava entre os 20 principais produtores de petróleo em 2001.

TOP 10 À VISTA

A perspectiva é que o Brasil ganhe cada vez mais destaque nesse ranking, à medida que as descobertas do pré-sal sejam incorporadas às reservas e a produção na próspera fronteira exploratória deslanche. “O top 10 da produção de petróleo não está muito distante, com o advento do pré-sal”, afirma Claudio Serra, do Centro de Estudos em Infraestrutura.

Atualmente, a produção no pré-sal, ainda em fase de testes, é de 129,6 mil barris de petróleo e de 3,9 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, oriunda de sete poços. Isso representa 6% do total que é produzido no Brasil, que somou 2,137 milhões de barris/dia em junho, segundo a ANP. De acordo com o plano estratégico da Petrobras, a produção no pré-sal será de 543 mil barris/dia em 2015, chegando a 1,148 milhão de barris diários em 2020. Esse número corresponderá a 28,7% da produção total estimada para o final desta década.

Fora do clube dos maiores produtores, destaca-se o crescimento da produção do Azerbaijão, que foi de 345% na década passada, passando de 301 mil barris/dia para 1,037 milhão de barris/dia. Angola também teve expansão significativa, passando de 742 mil barris/dia para 1,851 milhão de barris/dia, um salto de 250%.

Por Cirillo Júnior, Folha de São Paulo, 3/ago/2011

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).