Embalagem sustentável

Embalagem sustentável

Uma área normalmente negligenciada nos estudos de gestão de operações, mas com grande interação com ela é a área de embalagem.

Algumas matérias recentes mostram como a alta nos preços do petróleo tem levado à inovações em como os produtos são empacotados. embalagem lâmpada - sustentabilidade e menos plásticoUma delas destaca como as empresas têm trocado as embalagens plásticas por outras que contenham menos plástico (veja a imagem ao lado).

“Com a instabilidade no preço de produtos derivados de petróleo, como o plástico, as pessoas começam a pensar em alternativas para as embalagens plásticas,” disse Jeff Kellogg, vice-presidente de eletrônicos para consumo e segurança na embalagem de uma grande companhia americana.

Mas reduzir as embalagens é mais complicado em lojas físicas que em lojas online. A embalagem ajuda a vender o produto, seja com textos explicativos, cores vivas ou visual atraente. E ainda tem que deter os ladrões. Redes de varejo perderam em torno de 1,44% das vendas para o roubo em 2009, de acordo com a Federação Nacional do Varejo dos EUA.

“Embalagens plásticas serviram bem a este propósito por 20 ou 30 anos”, disse Kellogg. Então, o preço do petróleo subiu em 2008 e novamente este ano, e o custo de produção destas embalagens subiu junto.

Existem diferentes interesses nessa área, além da própria sustentabilidade. A Amazon tem incentivado o uso de embalagens menores, já que eles não precisam vender o produto exposto, mas sim apenas o manuseiam num armazém. Agora outros grandes varejistas (com lojas físicas) entraram no mesmo movimento, e usam placas nas prateleiras para chamar a atenção dos clientes e sistemas de segurança para evitar roubos.

Além disso, reduzir o tamanho da embalagem tem consequências que vão além do uso de menos hidrocarbonetos. Existem outros ganhos ao migrar das grandes embalagens plásticas para as cartelas plásticas (como as dos medicamentos).

As reduções de custo são enormes. Com a cartela, o custo de materiais e mão-de-obra é até 30% menor que com a embalagem plástica. Além disso, a quantidade de produtos que consegue-se colocar na prateleira é muito maior com a cartela. Do ponto de vista da logística e do transporte a densidade é de 30 a 40% mais com este tipo de embalagem. Finalmente, esta embalagem também atende um desejo dos varejistas, pois imagens e textos podem ser impressos diretamente nelas. Dado que a maioria das pessoas não consegue abrir uma cartela dessas só com as mãos, isto também previne roubo.

Baseado no texto “Green packaging” de Martin A. Lariviere, publicado no blog The Operations Room. Tradução e adaptação feitas por Leandro Callegari Coelho e autorizadas pelos autores exclusivamente para o Logística Descomplicada.

 

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).