Leitura e interpretação de desenhos (GD&T – Fundamental)

Leitura e interpretação de desenhos (GD&T – Fundamental)

1 OBJETIVOS DO TREINAMENTO

  • Apresentar os principais aspectos das Normas ANSI/ASME/ISO sobre GD&T e sua importância de aplicação na elaboração de desenhos de produtos e conformidade de peças.
  • Apresentar os conceitos fundamentais do sistema de tolerâncias geométricas, com referência na Norma ANSI/ASME Y14.5M:1994 e 2009 e comparações com a Norma ISO 1101:1983 e 2004.
  • Praticar os conceitos fundamentais do sistema de tolerâncias geométricas visando à leitura e interpretação corretas, no tocante à referenciais geométricos conforme Norma ANSI/ASME Y14.5M: 1994 e 2009.
  • Analisar casos reais trazidos pelos participantes orientando sobre as melhores práticas – tomada de decisão sobre aceitação ou rejeição tanto interna, quanto externa, quanto à aplicação dos referenciais.

2 PÚBLICO ALVO

Gerentes, chefes, engenheiros, técnicos, projetistas, desenhistas, inspetores, ferramenteiros e outros profissionais ligados ao projeto, processo e controle de produtos das áreas de engenharia, processos, qualidade, manufatura, ferramentaria, suprimentos e comercial técnico.

3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Módulo I: Introdução e Definições

  • Sistema de tolerância dimensional
  • Sistema de tolerância geométrico
  • Fundamentos do sistema geométrico
  • Principais definições de termos geométricos
  • Exemplos e exercícios de interpretação e controle

 

Módulo II: Simbologia Geométrica

  • Símbolos das características geométricas
  • Símbolos modificadores
  • Normas sobre GD&T
  • Referência da norma utilizada
  • Exemplos e exercícios de interpretação e controle

 

Módulo III: Condição de Material

  • Condição máxima de material (M) – MMC/MMB
  • Condição mínima de material (L) – LMC/LMB
  • Condição independente do tamanho (S) – RFS/RMB
  • Condição Virtual (CV)
  • Exemplos e exercícios de interpretação e controle

 

Módulo IV: Referenciais Geométricos

  • Imobilização da peça – graus de liberdade
  • Referenciais – superfícies plana
  • Referenciais – superfícies cilíndricas
  • Referenciais – coordenadas de construção
  • Referenciais mensuráveis e não mensuráveis
  • Efeitos da precedência de referenciais
  • Efeitos da condição de tamanho nos referenciais
  • Elementos referenciais múltiplos
  • Grupo de elementos como referencial
  • Roscas, engrenagens e estriados como referencial
  • Requisitos simultâneos
  • Referenciais específicos
  • Exemplos e exercícios de interpretação e controle

Módulo V: Regras para Aplicação

  • Aplicação das regras gerais
  • Princípio do envelope
  • Princípio de independência
  • Regra 1 – Limite de tamanho
  • Regra 2 – Condição de material
  • Efeitos das condições de material
  • Regras para roscas, engrenagens e estriados
  • Superfície angular
  • Quadro para aplicação de modificadores
  • Referências a normas anteriores
  • Controle em condição livre
  • Exemplos e exercícios de interpretação e controle

Módulo VI: Tolerância de Forma

  • Conceituação da tolerância de forma
  • Visão geral de planicidade, retitude, circularidade e cilindricidade

Módulo VII: Tolerância de Perfil

  • Conceituação da tolerância de perfil
  • Visão geral de perfil de linha e perfil de superfície

Módulo VIII: Tolerâncias de Orientação

  • Conceituação da tolerância de orientação
  • Visão geral de perpendicularidade, angularidade e paralelismo

 

Módulo IX: Tolerância de Batimento

  • Conceituação da tolerância de batimento
  • Visão geral de batimento circular e batimento total

Módulo X: Tolerâncias de Localização

  • Conceituação da tolerância de localização
  • Visão geral de posição real, concentricidade e simetria

4 METODOLOGIA DE TRABALHO

Exposição e debate dos conceitos através do uso da abordagem socrática com auxílio de projeção multimídia. Teoria complementada com exemplos verídicos de aplicação em campo.

5 DURAÇÃO DO EVENTO

16 horas em dois dias contínuos de 8 horas.

6 INFORMAÇÕES

Data: 24 e 25 de Setembro de 2012.

Local: São Paulo.

Incluso: coffee break, material didático, crachá, caneta, bloco de anotações e certificado.

Maiores informações no site da empresa Basso’s.

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).