Lideranças comunicativas na produção de mudanças organizacionais

comunicaçãoartigo publicado na IX Semana de Engenharia de Produção Sul-Americana (SEPROSUL), no Uruguai, em novembro de 2009:

Lideranças comunicativas na produção de mudanças organizacionais

Autores: Édio Polacinski, Josiane Minuzzi, Alice França de Abreu.

Comunicação eficienteAs grandes performances almejadas pelas organizações, só ocorrem  se o entendimento e comprometimento da organização para com os objetivos da mudança, estiverem perfeitamente definidos, planejados e organizados. Neste contexto, este trabalho busca evidenciar que para esse planejamento alcançar o sucesso desejado, a comunicação eficaz da liderança, torna-se um mecanismo fundamental. O qual pode conduzir a mudança oriunda de novas visões ou estratégias, e em conseqüência proporcionar as melhorias planejadas. Assim, destaca-se que o objetivo principal deste artigo foi buscar identificar através de uma revisão de literatura bastante criteriosa, como as práticas de comunicação eficientes por parte das lideranças, podem conduzir os processos de mudanças organizacionais. Dessa forma, ressalta-se que através deste ensaio teórico, percebeu-se que a comunicação eficiente por parte dos líderes, aliada ao compromisso dos liderados com a mudança, evolução e disseminação da cultura da comunicação são vitais para o sucesso do processo de mudanças organizacionais.

O aumento da competitividade tem colocado as organizações e os profissionais frente a novos desafios, tornando a gestão organizacional mais complexa e dinâmica, requerendo de seus gestores uma atuação mais eficaz, sustentada no aumento da competência e uso de técnicas de gestão até então não usadas. Considerando a velocidade das inovações, técnicas e procedimentos organizacionais, observa-se que as abordagens voltadas para a gestão de mudanças, tornaram-se uma realidade. As quais procuram auxiliar a organização na implementação de sistemas de gestão, que facilitem a busca da competitividade, através da melhoria da eficácia operacional e do estágio de aprendizagem da organização.

Dessa forma, destaca-se o posicionamento de alguns teóricos que propõem que para ocorrer a efetividade de mudanças organizacionais significativas é necessária uma alteração no balanço de forças, pró e contra a mudança (FORD e FORD, 1995). Outros, a exemplo de Goodman (1982), sugerem que produzir uma mudança organizacional, pode depender do nível de comprometimento de gerenciamento, do tipo de intervenção usado, da preparação das pessoas para a mudança, do nível de resistência, ou da cultura da organização. Cada uma destas perspectivas faz uma contribuição valiosa para o entendimento da habilidade de produzir mudança nas organizações, focando a atenção nas condições e circunstâncias que influenciam indivíduos a produzir novos comportamentos (PORRAS e SILVERS, 1991).

Entretanto, este artigo estende a compreensão da produção de mudança organizacional, desenvolvendo uma estrutura para considerar a mudança, como fenômeno baseado e direcionado para a eficiência da comunicação por parte das lideranças. Mais especificamente, ele foca nas práticas de comunicação desenvolvidas pelas lideranças para gerar uma mudança organizacional significativa.

Assim, nesse ensaio teórico, procura-se fornecer uma nova perspectiva para a compreensão do processo de mudança, centrado na eficiência da comunicação das lideranças organizacionais, bem como suas implicações.

Para ler o artigo completo, clique aqui.

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).