Logística da exportação de flores

O presente artigo, com base em uma pesquisa exploratória bibliográfica, analisa a importância da logística na exportação de flores e plantas ornamentais no Estado do Ceará. Trata-se de uma atividade que se apresenta com perspectivas de crescimento e, posteriormente, um  incremento para os principais segmentos da cadeia produtiva: Produção, distribuição e comercialização. Dentre as vantagens competitivas que favorecem o referido setor, destacam- se as condições climáticas, mão de obra abundante e a existência de parceiros de apoio tecnológico e gerencial, como SEBRAE e o Instituto Agropólos do Ceará. Os principais desafios enfrentados pelo setor estão restritos ao alto custo de transporte, ocasionando perdas significativas, por se tratar de produtos perecíveis; inexperiência dos produtores nos aspectos educacionais, organizacionais e baixa qualificação para gerir negócios. Apesar do enorme potencial sócio – econômico que a floricultura propicia aos mercados cearenses, sua consolidação depende de medidas emergenciais no sentido de ampliar o hábito de consumo de flores pelos brasileiros e melhorar substancialmente sua infra-estrutura logística.

 

1 INTRODUÇÃO

 

O agronegócio de flores e plantas ornamentais no Brasil vem expandindo-se consideravelmente. Um dos fatores que contribui para a expansão são as diversas condições climáticas do país que favorece o cultivo de flores de clima tropical e temperado. Em função dessa diversidade climática, é possível produzir internamente flores, plantas ornamentais, folhagens e outros derivados todos os dias do ano.

A atividade de floricultura no Estado do Ceará registra expressivos avanços, viabilizando-se como opção econômica aos produtores agrícolas do Estado. Entretanto, o referindo setor ainda não se consolidou, face as dificuldades enfrentadas pelos players envolvidos no processo. A deficiente infra-estrutura logística do Estado do Ceará é um deles.

Com o intuito de responder certas questões sobre o processo logístico que envolve a exportação de flores e plantas ornamentais, o presente artigo procura estudar os conceitos e a evolução da logística, o perfil do agronegócio da floricultura do Ceará, identificar os principais segmentos mais produzidos e exportados e apontar os principais entraves logísticos enfrentados pelos produtores.

Assim, o objetivo geral definido para esta pesquisa consistiu em avaliar a importância da logística na inserção de produtos e serviços no mercado internacional.

Foram definidas algumas hipóteses, sendo que as principais afirmam que transformar os fatores críticos de sucesso da logística em fatores chaves de sucesso, tornariam os produtos e serviços da floricultura mais competitivos; e melhorar substancialmente todas as etapas operacionais da exportação implicaria na obtenção de vantagens competitivas perante a concorrência.

A metodologia utilizada para este artigo baseou-se num estudo exploratório de caráter bibliográfico, pois coletaram-se dados secundários recentes de instituições, órgãos e empresas voltadas para o setor da floricultura.

Portanto, a finalidade deste estudo é contribuir com informações atualizadas sobre o agronegócio de flores e plantas ornamentais do Estado do Ceará, além de informar as melhorias ocorridas no âmbito do processo logístico utilizado neste segmento.

A exportação de flores e plantas ornamentais no Estado do Ceará atravessa um momento ímpar de crescimento no comércio exterior do Brasil, onde a cada dia surgem novos empreendedores e ofertas de empregos. Aliado a esse horizonte de perspectivas, este estudo procura oferecer informações e alternativas de negócios para futuros interessados em iniciar se em uma atividade rentável e lucrativa, assim como contribuir para o universo acadêmico e a sociedade de um modo geral.

O presente artigo está dividido em sete capítulos assim distribuído: na introdução, consta um breve relato sobre o agronegócio de flores e plantas ornamentais no Brasil, com ênfase no Estado do Ceará. Os objetivos geral e especifico, hipóteses e a metodologia utilizada no artigo completam a parte introdutória do mesmo. O segundo capitulo aborda a história e a evolução da logística, onde procurou-se descrever as suas origens, conceitos, funções e como a mesma evolui através de suas inovações tecnológicas no sentido de atender as expectativas de empresas e clientes de cenários globalizados.

Com relação ao terceiro capítulo, foi elaborado um breve histórico da produção e exportação da floricultura no Estado do Ceará, que consta de um cronologia de ordem crescente, ou seja, desde o primeiro plantio na década de 20 até 2010, com informações sobre regiões produtoras, clima, stakeholders e os percentuais das exportações que foram realizadas.

A importância da logística para a exportação de flores e plantas ornamentais, configura o quarto capítulo. Neste, explica-se como os produtos da floricultura se adequam ao processo logístico, assim como as exportações são realizadas em diferentes pontos de distribuição do estado do Ceará e os gargalos existentes.

O quinto capitulo apresenta os segmentos mais exportados, países importadores e a evolução das exportações no Estado do Ceará, assim como um comparação de valores exportados no Brasil e do mercado cearense.

A metodologia utilizada no desenvolvimento deste estudo, compõe o sexto capítulo. A pesquisa bibliográfica e documental foi responsável pela coleta de dados em diversos órgãos e instituições; que após a análise do autor resultou na elaboração deste artigo. O último capítulo encerra-se com as considerações finais, onde abordou-se principalmente que a produção e exportação de flores no Estado do Ceará vem crescendo enormemente a cada ano. Entretanto, há desafios a serem superados. A logística constitui-se como um deles.

 

Autor: Ciron U. V. Almeida

Artigo elaborado, como requisito parcial para a obtenção do titulo de especialista em Gestão do Comércio Exterior e Marketing Internacional

Faculdade Integrada do Ceará

Download do arquivo completo


Para manter-se sempre atualizado assine nossa newsletter ou nosso feed.
Curso de logística de baixo custo, online e com certificado? Clique e conheça!


Escrito Por : Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).

em : sexta-feira, 28 out, 2011