O que é Gestão de Estoques?

Gestão de estoques, no contexto de uma indústria, normalmente se refere à gestão dos recursos materiais que podem ajudar a organização a gerar receita no futuro. O responsável por esta parte da gestão é o Gerente de operações.

Por exemplo, uma loja de varejo que vende vários itens, como um supermercado ou loja de departamentos (com por exemplo alimentos embalados, mantimentos, roupas, bens eletrônicos, etc) não costuma armazenar todos os produtos na loja. Parte do estoque de produtos é mantido em um armazém ou depósito. Chamamos de inventário a soma dos produtos na loja e no armazém.

Por que a gestão de estoques é tão importante?

Empresas que atuam como fabricantes ou montadoras, voltadas para a produção de bens, dependem fortemente de um estoque bem gerenciado por uma série de razões. No final das contas, uma empresa que dependa de produção não pode sobreviver sem um bom sistema de gerenciamento de estoques.

Vejamos então algumas razões para ter um bom sistema de gestão de estoques:

Atender às demandas de forma constante

A demanda por bens e serviços específicos não será a mesmo durante todo o ano. Por exemplo, a venda de condicionadores de ar tem picos durante o verão e vai para baixo durante o inverno. Roupas também tem uma demanda muito sazonal, curtas no verão e longas e quentes no inverno. Um estoque bem planejado permitirá que uma empresa cumpra as exigências – e todos sabemos que a chave para aumentar a receita é o atendimento integral da demanda.

Continuidade das operações

A gestão cautelosa dos estoques permitirá a uma empresa executar suas operações sem problemas, com continuidade. Por exemplo, se uma organização fabrica produtos que dependem de matérias-primas, é evidente que a empresa precisa de um bom estoque de matérias-primas para que as operações sigam sem contratempos.

Economia nas operações

Um sistema de gerenciamento de estoques bem administrado permite que uma empresa possa cortar custos. Por exemplo, quando a época das festas chega e a empresa prevê um aumento na demanda por alguns produtos (como chocolate na páscoa ou brinquedos no Natal), ela pode adquirir mercadorias em quantidade com antecedência, negociar preços e armazená-las para a temporada. Os principais benefícios deste exercício são que a empresa pode atender toda a demanda e quando ele compra em quantidade e de maneira planejada,  obtem descontos.

Quais são os princípios da gestão de estoques?

As práticas a seguir podem ajudar uma empresa a ter um estoque bem gerenciado:

previsão da demanda:

Esta é uma habilidade especializada. Uma empresa deve ser capaz de prever demandas de bens e produtos específicos em um momento específico do ano. A empresa deve criar e manter o seu sistema de inventário com base nas demandas, reais e previstas. Conheça mais sobre previsão de demanda.

Monitoramento do sistema:

Um inventário deve ter um mecanismo de monitoramento da quantidade em estoque, a todo momento. A empresa deve saber com exatidão a quantidade de estoque em qualquer ponto específico no tempo.

qualidade de armazém:

O armazém deve ser capaz de manter o estoque em boas condições. Materiais desperdiçados geram perdas de oportunidades e receitas.

A Gestão de Estoques é, portanto, um desafio para a maioria das empresas. Na verdade, mesmo antes que uma empresa comece suas vendas, seu  lucro ou prejuízo pode ser parcialmente explicado por quão bem a empresa é capaz de gerenciar seus estoques.


Para manter-se sempre atualizado assine nossa newsletter ou nosso feed.
Curso de logística de baixo custo, online e com certificado? Clique e conheça!


Escrito Por : Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).

em : segunda-feira, 19 nov, 2012


  • Ronaldo

    muita boa a matéria, senhor Leandro tem uma possibilidade, de você fazer algumas demonstrações de cálculos usados na logística, contas pra ser bem diretos

  • Fabio

    Olá Leandro, parabéns pela matéria lendo pude perceber o grande desafio que eu estou tendo, já que trabalho numa empresa de FAMÍLIA, ou seja, veio do Pai para o Filho e a metodologia deles é antiga e confesso que estou tendo um pouco de dificuldade em quebrar o antigo conceito de produzir sem um planejamento adequado os Aparelhos na forma do VAMOS LÁ EQUIPE.

  • fabio

    muito boa materia,gostei!
    abre mais a mente neste mundo.

  • http://www.facebook.com/raquel.alves.395669 Raquel Alves

    GOSTEI DE SEU artigo. PLANEJAMENTO E CONTROLE SÃO PALAVRAS CHAVES QUE GARANTIRÃO UMA EFICIÊNCIA NA GESTÃO DE ESTOQUE.

  • Vitor Godinho

    Olá meu nome é Vitor Godinho,e tenho uma dúvida sobre a exposição de produtos pra facilitar vou postar as duas opções que tenho:

    1)A utilização de gôndulas é um método muito eficaz pois dinamiza a loja e o cliente têm suas necessidades atendidas com rapidez e facilidade,porém o risco de furto é maior o que influi em algum método para diminuir esses riscos como contratar um funcionário para vigiar ou um sistema,normalmente caro.

    2)A utilização de expositores fixos são mais seguros porém o vendedor têm que pegar o produto no estoque,o que gera demora para o cliente.
    Queria saber qual dos métodos têm melhor custo-benefício?

    • Gildiana

      Vitor,

      Para pensar em uma melhor estratégia antes precisa-se entender qual o tipo de produtos que você comercializa. Você precisa entender melhor qual é o negócio da sua empresa e qual o impacto que você pretende atingir. Exemplo: Se você trabalha com eletro portáteis é interessante trabalhar com produtos confinados pois são produtos de valor agregado, neste caso você precisa disponibilizar vendedores para atender os seus clientes.
      Já se você trabalha com supermercado por exemplo, se os produtos forem confinados você estará inibindo o comportamento de compra de seus clientes.
      Em supermercados trabalhamos com gerenciamentos de categorias onde o objetivo é fazer o produto “gritar” para ser visto, e comprado.
      Quando falo gritar, digo que o produto deve estar posicionado no lugar certo exposto de forma estratégica e entendendo o comportamento de consumo.

      • Leila

        Se for uma loja de sapatos as gôndolas é uma boa ideia por dispor a mercadoria mais acessível ao cliente que irá se sentir mais a vontade para manusear e analisar o produto. É um método arriscado, porém irá atrair mais clientes.

  • Eduardo

    Uma duvida Lendro: Guardar material no estoque é o mesmo que aplicar o dinheiro no banco, por
    isso é visto e tratado como importância estratégica?

    • Gildiana

      Caro Eduardo,
      Muitos compartilham este raciocínio. Entretanto não é uma estratégia inteligente e as empresas que realizam esta prática normalmente são empresas que não crescem e são engolidas pelo mercado. Existe um custo que as grandes empresas consideram em suas operações que se chama custo de oportunidade. Custo de oportunidade é o custo que a empresa tem por ter seu capital aplicado (preso) e a empresa não consegue fazer outros investimentos. Esta estratégia de “guardar” dinheiro no estoque era eficiente nos anos 80 e 90 quando a economia do nosso país era instável e a inflação atingia picos catastróficos na economia do país. Ganhava-se dinheiro porque se comprava um produto a um preço “X” e no dia seguinte ele estava custando “XXX” então estocar-se era garantir lucro. Hoje a história é bem diferente. Se investirmos nosso capital em estoques estaremos com a nossa solvência comprometida. Teremos que vender para fazer dinheiro e isto não acontece tão rapidamente. Aplicar investimentos em estoques implica em perder oportunidades de negócio em comprometer a renda. Perde-se por comprometer o caixa da empresa e consequentemente perde-se oportunidade de investimentos, aplicações, aquisições entre outros.

    • Danniel Vandelli

      Eduardo, guardar material em estoque é o mesmo que levar prejuízo, faça seu MRP girar bem e economize com estoques.

  • leivany vidal

    gostei