O que esperar da logística em 2013?

O que esperar da logística em 2013?

A palavra é DESENVOLVIMENTO. Isso é o que a logística mais oferta e o que ela mais necessita. A necessidade da integração com vários outros segmentos lhe traz os maiores desafios, às vezes injustos desafios, mas dentro de uma consciência crescente rumo ao desenvolvimento tão esperado.

logistica 2013Não podemos esperar um ano muito fácil em 2013. Isso muitos já sabem. No entanto, alguns agravantes tornarão o caminho da Logística espinhoso e incerto. A crise dos combustíveis que aponta para um desabastecimento iminente pode desencadear outras crises em outros mercados. As usinas termelétricas, por exemplo, aumentaram significativamente seu consumo de diesel e atrelaram-se à necessidade já usual de outros mercados.

Os investimentos em infraestrutura serão, mais uma vez, o nosso calcanhar-de-aquiles em 2013. As necessidades são bem maiores do que as intenções. Contudo, o transporte ferroviário nos dará boas notícias com cerca de 10 mil quilômetros de implantação previstos. O Brasil já se arrependeu do “sono” com que tratou esse assunto e, vê agora, uma excelente alternativa para suprir alguns segmentos. Já o transporte rodoviário continua agonizando, uma vez que o foco nessa área estará voltado para a acessibilidade nas cidades sedes da Copa do Mundo de 2014. Não há de se esperar algo significativo em rodovias estatuais e federais, mesmo com a divulgação do Governo Federal afirmando que 7,5 mil quilômetros de rodovias, entre implantação e duplicação, estão previstos para 2013. Porém, esses números se dissolvem em grande parte apenas nos serviços de conservação.

Alguns projetos de expansão portuária estarão concretizados no ano vindouro. Apesar de ter uma estrutura carente ao nosso desenvolvimento, não deixa de ser uma excelente notícia. Embora os mais importantes projetos nessa área estejam prometidos para 2014, vê-se um alento já em 2013 com a implantação parcial de uma estrutura que, em média, pode representar cerca de 4% em movimentação. Pontualmente, alguns portos se destacam como o Porto de Santos, o Super Porto e o Porto do Pecém (CE) com uma estrutura melhor em 24% para os próximos dois ou três anos.

A falta de profissionais das estradas, nossos batalhadores motoristas, representa mais uma dificuldade de sucesso. A vida difícil não atrai os jovens. Diminui significativamente a frequência de pais financiando caminhões para seus filhos; hoje financiam faculdades com a intenção de não vê-los passando pelas dificuldades que eles bem conhecem.

Talvez a pergunta correta fosse: O que a Logística pode esperar em 2013? Esse setor vem com todo “jogo de cintura” já habitual e com um crescente número de profissionais especializados, buscando fazer a diferença dentro das empresas baseados em atributos necessários para sobressaírem-se diante da concorrência. Esse pessoal já sabe que não se pode esperar nada muito fácil nessa área. Cientes das dificuldades que engodam o País, estão expondo-se na tentativa de obterem sucesso e, consequentemente, levar suas empresas ao sucesso para melhorar nosso Brasil.

O que se sabe realmente é que toda crise é uma excelente oportunidade para crescimento. Então, que venha 2013!

Um ano de realizações para todos. Paz, saúde e sucesso.

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Foi Coordenador de Logística na Têxtil COTECE S.A.; Responsável pela Distribuição Logística Norte/Nordeste da Ipiranga Asfaltos; hoje é Consultor na CAP Logística em Asfaltos e Pavimentos (em SP) que, dentre outras atividades, faz pesquisa mercadológica e mapeamento de demanda no Nordeste para grande empresa do ramo; ministra palestras sobre Logística e Mercado de Trabalho.

  • Mario fagundes

    só vejo as pessoas reclamando do governo ,porem a cada eleição quando todos temos a chance de mudar ,sabe o que fazem ? dão o direito aos ladrões de ficar mais quatro anos, em troca de favores ,a cada ano a globo coloca estes programas profanos no ar e toda vez eles batem recorde de audiência,o jovem brasileiro só sabe ouvir funk,e sertanejo e pagodeiros viciados . a educação tem que começar dentro dos lares tomem atitudes não me venham com falso moralismo e discursos superficiais. sabe se a mentalidade não mudar , tudo vai permanecer da mesma forma

    • Jesuis Lucas

      E você saberia nos dizer se existe pelo menos um candidato competente ou de caráter que não irá se submeter à corrupção? pelo visto, estamos longe de acabar com isso. A questão de educação, além de vir de dentro de casa, também precisa de investimento bruto na nossa infra-estrutura educacional, partindo do proposto pelos partidos políticos e de quem está no poder.

    • jorge.falcao62

      Vejo que nossos governantes são felizes na estratégia de fazer o povo acreditar que é o culpado pela situação do país, uma vez que votou errado (?). Mas o que o nosso voto é capaz de fazer, se a lista de candidatos é convenientemente preparada para perenizar a corrupção? Para a lista ficar convincente, é recheado com alguns “palhaços”, ex-jogadores de futebol, artistas decadentes e mulheres frutas, apenas com o propósito de camuflar o grosso da lista com os representantes do crime. Para completar o circo, note que no Brasil não existe oposição.

  • Marina Marmiroli

    Muito boa a reportagem, devo dizer que até mesmo me comoveu pois é triste a situação para varias empresas que tem de lidar com o descaso do governo e mais triste ainda para os jovens que entram nessa área e não possuem muitas ferramentas para ajudar.