Latest News

Demanda
O que é e como calcular o Lote Econômico de Produção (ou Fabricação)

O que é e como calcular o Lote Econômico de Produção (ou Fabricação)

Muitas empresas hoje precisam decidir se irão comprar ou fabricar algumas partes de seus produtos. Esta é uma decisão estratégica pois envolve não somente custos, mas o know-how e a flexibilidade que se tem ao fabricar as partes internamente, mas normalmente acarreta outras preocupações como treinamento da mão-de-obra, compra de equipamentos, manutenção, etc.

Ao decidir por comprar, a empresa pode usar o Lote Econômico de Compras, que já foi discutido e explicado em outro artigo. Se a opção for por fabricar, então veremos hoje qual a quantidade que deve ser produzida, utilizando o Lote Econômico de Produção (ou Lote Econômico de Fabricação).

Se no Lote Econômico de Compras os custos minimizados eram de estoque e de colocação do pedido, no Lote Econômico de Fabricação iremos minimizar os custos de fabricação, o custo de setup da máquina (ajuste para o tipo de produto) e custo por manter o estoque do lote fabricado. Para atender a demanda de um período (por exemplo um mês) a empresa pode optar por fabricar um grande lote igual a demanda, ou 2 lotes iguais a metade da demanda, ou 10 pequenos lotes iguais a 10% da demanda. Qual é a opção mais barata?

Leitura Recomendada
Relações econômicas internacionais e o comércio exterior

Relações econômicas internacionais e o comércio exterior

Se não houverem negócios e mercadorias a serem transportadas, a logística perde boa parte de suas funções. Por isso, é importante para o profissional de logística conhecer e entender as relações econômicas, sociais e políticas para facilitar o comércio exterior.

O livro Gestão das Relações Econômicas Internacionais e Comércio Exterior apreseta com linguagem clara e objetiva uma análise aplicada sobre relações econômicas internacionais em sua total dimensão, sem esquecer das tendências que tornam o exterior fonte de renda e de expansão transnacional.

O livro é dividido em dez capítulos e tem o objetivo de apresentar aos leitores os temas em seqüência lógica. Veja alguns exemplos de assuntos discutidos e explicados no livro:

Geral
Mudanças de moeda no Brasil

Mudanças de moeda no Brasil

O Brasil já teve 9 moedas. Do real (singular de réis), cujo símbolo era simplesmente a letra R e que vigorou do período colonial até outubro de 1833, ao real de FHC – R$ -, o brasileiro enfrentou a temida hiperinflação e a angustiante turbulência da recessão. Foram 6 planos econômicos só nos últimos 25 anos. Todos eles tiveram a mesma finalidade: controlar o faminto dragão da inflação. Os 5 primeiros falharam. O Plano Real permanece em vigor, mas tem pela frente uma série de desafios, para que o país consiga navegar em águas calmas.

O primeiro dinheiro a circular no Brasil foi a moeda-mercadoria, que foi o açúcar, que em 1614 passou a valer como dinheiro por ordem do governador Constantino Menelau.  As primeiras moedas metálicas – de ouro, prata e cobre – chegaram com o início da colonização portuguesa. A moeda portuguesa, o real, foi usada no Brasil durante todo o Período Colonial. Assim, tudo se contava em réis – plural popular de real.

Carreira
Profissionais consideram essencial ter uma pós, mas nem sempre ela é vantajosa

Profissionais consideram essencial ter uma pós, mas nem sempre ela é vantajosa

Por Camila F. Mendonça*

Buscar aprimoramento profissional por meio de cursos de especialização é a saída mais comum no mercado de trabalho. Essa é a avaliação dos próprios profissionais. Para 52% deles, a certificação de uma pós-graduação é um dos melhores caminhos para se ter uma carreira bem-sucedida.

O levantamento, feito pela Trabalhando.com com 250 profissionais, também mostra que 29% deles acreditam que ter em seu currículo uma pós é importante, mas não fundamental. Já 12% dizem ser irrelevante essa certificação, ao passo que 8% acreditam que ela ajuda, mas não é determinante para a carreira.

Para o diretor-geral da Trabalhando.com, Renato Grinberg, a percepção dos profissionais de que uma pós-graduação é importante para o desenvolvimento da carreira está alinhada à do mercado de trabalho. “Em meio à tanta competitividade, destaca-se quem tem experiência profissional e qualificação”, afirma. “Para isso, cada vez mais os profissionais buscam especializar-se na área em que atuam, assim suas chances de alcançar o sucesso aumentam”, completa.

Desempenho
Terremotos, vulcões e outros riscos para as cadeias de suprimentos

Terremotos, vulcões e outros riscos para as cadeias de suprimentos

Você lembra do vulcão da Islândia que em abril de 2010 lançou cinzas na atmosfera e fechou o espaço aéreo europeu, causando atrasos e prejuízos para milhares de pessoas? Se você quer lembrar desta história, veja nossa matéria daquela semana Vulcão, caos aéreo na Europa e a logística. Não foram apenas pessoas em férias que tiveram sua rotina afetada. Como você pode imaginar, muitas empresas sofreram com os atrasos e algumas pararam sua produção por falta de matéria-prima.

No terremoto que abalou o Japão na última sexta-feira (11/mar/2011), a situação não foi diferente. Além das vidas perdidas, houve muitos danos materiais além de aeroportos e estações de trem fechadas. Grandes fábricas de carros suspenderam suas atividades em decorrência da catástofre. O mercado norte-americano deve sofrer um desabastecimento de alguns modelos da Toyota em função desta suspensão.

Uma das tendências dos últimos 20 anos é de buscar fornecedores no mundo todo e comprar de poucos deles. A justificativa é muito boa. Ao escolher fornecedores ao redor do mundo é possível encontrar preços mais baixos, tecnologia melhor e as melhores técnicas. Ao comprar de poucos fornecedores você evita variação dos produtos e pode concentrar-se em melhorias, tanto no design do componente quanto no seu processo de produção. Mas essa estratégia também significa tornar-se mais vulnerável a riscos tão peculiares (e improváveis) quanto um vulcão ou um grande terremoto.

Leitura Recomendada
Estudos de caso em logística empresarial

Estudos de caso em logística empresarial

Os estudos de caso são fundamentais tanto para profissionais quanto para estudantes:

Para os profissionais, os estudos de caso ajudam a compreender melhor as situações que eles enfrentam no dia-a-dia, a saber como outras empresas lidaram com aquele caso, quais as soluções adotadas e se o resultado foi o sucesso ou fracasso. Tendo todas essas informações, fica mais fácil entender quais ações levaram aos resultados finais, e o profissional pode julgar se aquelas ações foram adequadas para aquela situação. Quando ele se depara com um problema semelhante, pode utilizar este conhecimento dos erros e sucessos prévios para avaliar quais os melhores passos a serem dados.

Para os estudantes, os estudos de caso ajudam a compreender melhor como funciona o mundo empresarial e como as decisões que tomamos hoje, com um conjunto de informações sobre o problema, irão influenciar no futuro, quando outras informações se tornarem disponíveis.

Maior escavadeira do mundo em vídeo

Você já leu aqui no site sobre as maiores máquinas do mundo e viu alguns dados da escavadeira Krupp Bagger 288, a maior do mundo nesta categoria.

Mas além de imagens valerem mais do que palavras, os vídeos são ainda melhores, portanto, acompanhe no vídeo abaixo esta supermáquina em ação:

Supermáquinas ajudando a logística

otto maior carregador de antenas do mundoNo deserto do Atacama, existe um conjunto de antenas de altíssima precisão (e tamanho também monstruoso). Cada uma das antenas pesa mais de 100 toneladas, podendo chegar a passar das 120 ton. Transportá-las de um lado a outro exige um equipamento “de peso”. Elas precisam ser transportadas de seu local de operação até o ponto onde recebem manutenção, que fica a 28km de distância e mais de 2000 m de diferença na altitude.

Dois mega caminhões dão conta deste recado. Eles foram apelidados de Otto e Lore e têm, cada um, 20 metros de comprimento, 10 metros de largura e 6 metros de altura, além de 28 pneus. Vazios, pesam 130 toneladas. Cada um deles é equipado com 2 motores de 700 HP e dois tanques de combustível (diesel) de 1500 litros!

maior trator do mundo Tourneau L2350 -03Na área dos tratores, conheça o maior do mundo: LeTourneau L-2350. 19 metros de comprimento, 6,4m de altura, peso em operação de 258 toneladas e um motor com 2300 HP. O tanque de combustível desse monstro tem quase 4000 litros, maior que algumas piscinas domésticas, enquanto o tanque de óleo para o sistema hidráulico é de 1230 litros! Os pneus tem 4 metros de diâmetro e 1,78m de largura.

Pages