Prepare-se para as entrevistas de emprego

Prepare-se para as entrevistas de emprego

Na semana passada mostramos que existem muitas vagas de emprego, estágio e trainees abertas no Brasil. Com isso, é importante dar informações sobre o próximo passo a ser seguido.

Escolha a região, encontre uma vaga dentre as milhares que estão nesta lista ou na nossa página permanente Há Vagas e agora você verá o processo de uma entrevista de seleção. Existem 3 pontos que um entrevistador precisa cobrir ao recrutar um candidato.

Ele vai querer saber:

dicas para entrevista de emprego1) Você é a pessoa certa para a vaga? Sua experiência, treinamento, educação, atitude e interesse são suficientes e o tornarão produtivo no futuro?

2) Quem é você? Do que você gosta? Quais características e qualidades você possui?

3) Você irá se encaixar com os outros na minha empresa? Você fará parte de um problema ou de uma solução?

Se o entrevistador achar que as 3 respostas são favoráveis a você, então ele se fará uma quarta: quanto você custará para mim?

Para descobrir as respostas ele pode fazer a mesma pergunta de formas diferentes, por isso você deve ter sempre alguns exemplos (quanto mais melhor) de situações concretas pelas quais você passou. Aqui vão algumas questões mais comuns em entrevistas:

Fale-me um pouco de você? – Esta é a pergunta mais importante da entrevista porque é o momento em que você tem para fazer seu marketing pessoal, mas cuidado para não se estender muito. A resposta não deve ser muito curta nem muito longa. Sempre nos dizem que uma resposta entre 2 e 3 minutos é mais que suficiente.

Você deverá falar de seus conhecimentos (formação acadêmica e/ou outros cursos, habilidades com softwares, enfim, conhecimento técnico) e das habilidades, que são as qualidades interpessoais necessárias para a vaga, tais como comunicação, solução de problemas, liderança, etc.

É importante que falemos sobre alguma situação concreta na qual estejam envolvidas todas as qualificações exigidas para a vaga.

Procure lembrar de situações desafiadoras nos projetos em que você trabalhou.

Me conte sobre sua experiência com este tipo de trabalho?

Por que você quer trabalhar aqui?

Por que você saiu do seu último emprego?

Qual salário você espera receber? – Profissionais divergem neste ponto, mas minha sugestão é não dizer um valor exato. A sugestão é dizer “Eu sou flexível e estou pronto para discutir um valor que seja justo para ambos e que considere minhas responsabilidades e qualificações”. Provavelmente o entrevistador vai insistir para que você diga um valor, então o melhor seria algo como “algo no intervalo entre X e Y”. Não se subestime, mas olhe para o seu CV e não peça algo fora da sua realidade nem da realidade da empresa, senão ela vai te considerar muito caro e você acaba perdendo a oportunidade.

Por que você acha que iria gostar deste trabalho?

O que você conhece sobre nossa empresa?

Quais os seus pontos mais fortes?

Quais as suas fraquezas?

Quais as 5 palavras que melhor descreveriam você?

O que seu último chefe falaria de você? (e sim, eles vão ligar para confirmar!)

Além das questões acima e muitas outras, ainda tem as questões comportamentais, com as quais o entrevistador tenta descobrir um pouco sobre sua personalidade:

Me dê um exemplo de quando você teve que tomar uma decisão muito rápida para algo que era realmente importante.

Descreva um caso em que você passou por uma situação muito difícil e estressante, que realmente testou seus limites. O que você fez?

Como você normalmente planeja seu dia de trabalho quando você pode escolher? Descreva o plano de trabalho de um bom dia.

De maneira geral, você prefere esforços individuais ou de equipe? Descreva um tipo de trabalho que você goste.

Descreva o trabalho mais criativo que você já desenvolveu.

O que você faz melhor que seus colegas de trabalho?

Por que eu deveria contratar você?

Você acha que pode estar sub- ou super-qualificado para este trabalho?

Explique como você mostrou liderança diante de uma situação desafiadora?

Depois de ler estas dicas, prepare seu CV baseado neste modelo e corra para encontrar sua vaga na seção Há Vagas.

Colabore com seus colegas e distribua a informação.

Boa sorte!

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).

  • marcos antonio

    Vejo muitas exigências por parte das empresas, e também vejo quem já atingiu uma certa idade mesmo com formação fica muito mais dificil..

  • Andreza M. Lins

    Meu caso é que não possuo experiência, e as empresas dão vagas de estágio sim, mas para curso superior, eu optei por fazer primeiro um curso técnico em logística,e não vejo tantas oportunidades no momento.O que fazer?

    • José Neto

      experiência nessa área é difícil, tambem fiz esse curso e nao se encontra tantas vagas, as que tem são pra auxiliar e o salário é muito baixo, não temos opção se não fazermos um curso superior, hoje os cursos técnicos que dão um bom salário são somente de eletrotécnica/eletrônica,química,mecanica

  • Nilton S. Bruscain

    E para quem tem 49 anos e está ingressando na área de Logística agora?Será que consigo alguma colocação profissional?