Principais erros a serem evitados no estágio

estagiário erros a evitarConseguir um estágio é uma conquista e tanto para qualquer profissional em início de carreira. Contudo, passada a euforia, o estagiário precisa se assegurar de que não cometerá impropriedades no ambiente de trabalho que possam prejudicar seu desenvolvimento profissional e comprometer uma possível efetivação.

Para evitar tropeços graves, o estudante deve ter em mente que não é só porque é estagiário que tem o direito de cometer um erro atrás do outro e se comportar como se não precisasse ter responsabilidades. “Ao contrário, o estagiário já deve se comportar e se comprometer como um profissional”, reforça a gerente de treinamento do Nube, Carmen Alonso.

“Um estágio abre muitas portas, especialmente quando você mostra que tem opinião, conhecimento e vontade de crescer na profissão”, ressalta o consultor da Cia. de Talentos Vitor Pascoal.

Evite erros

Equívocos nos processos de trabalho são aceitáveis, já que o estágio tem como proposta justamente ensinar o estudante a prática da profissão que ele escolheu e estuda. Contudo, existem erros de conduta que, se cometidos, maculam a imagem do futuro profissional.

Se não vistos com cuidado e antecedência, vai ser difícil reverter algumas situações. Por isso, especialistas apontam os dez principais erros que o estudante não pode cometer no estágio.

Falta de iniciativa

Para Carmen, do Nube, um estagiário acomodado não tem vez nas empresas. “O estudante tem que demonstrar interesse em aprender sobre a empresa, sobre a área em que ela atua e sobre o seu trabalho especificamente”, alerta. “Quanto mais participativo for, maiores serão as probabilidades de se tornar um bom funcionário”, completa Pascoal.

Torcer o nariz para feedbacks

Não tem jeito, se os profissionais têm seu trabalho avaliado a todo o momento, o estagiário o terá a toda hora. E isso é saudável, pois faz com que a tarefa seja executada com mais primor. Por isso, ele deve aceitar as avaliações como uma ferramenta de desenvolvimento. “O estagiário, principalmente, precisa ter a humildade de olhar para os próprios erros”, ressalta Carmen. Para Pascoal, o estagiário precisa estar preparado e disposto a aprender.

Irresponsabilidade

Tarefa dada é tarefa cumprida. É assim que os estagiários devem lidar com as responsabilidades que têm no trabalho. Deixar de cumprir alguma atividade é um dos principais erros que devem ser evitados. “Quando isso acontece, o estagiário não só prejudica a si mesmo, como também prejudica o esquema de trabalho da equipe”, lembra Carmen.

Não se entrosar

Entrar no estágio de “cara-amarrada” não ajuda em nada. Só atrapalha. Nessa fase, não dá para ficar isolado. “O estagiário deve mostrar qualidades como trabalhar em equipe, interesse nas atividades, estar disponível para execução das tarefas”, afirma Pacoal. Para Carmen, o estágio pode se tornar o primeiro local importante para que o estudante comece a fazer seu network.

Ter faltas e atrasos

É fácil “conquistar” a imagem de descomprometido quando atrasos e faltas são recorrentes. “Faltas e atrasos comprometem as atividades da equipe”, reforça Carmen. Dessa forma, quando ocorrer algum imprevisto, tente avisar o líder o mais rápido possível, por telefone e não por e-mails.

Pensar apenas na bolsa-auxílio

Está certo que o valor da bolsa-auxílio pesa na hora de o estudante escolher a empresa onde quer trabalhar. Mas é bom que ele tenha em mente que a ideia do estágio é colocar em prática a profissão que ele aprende na teoria. “No estágio, ele aprende a como lidar com hierarquias, a ter a postura correta em ambientes corportativos. Ele vai ter um ganho profissional”, diz Carmen. E isso, muitas vezes, tem mais valor que a bolsa.

Ficar com medo de perguntar

Ninguém nasce sabendo. E nem estagiário chega em uma empresa já sabendo exatamente o que tem de fazer. Por isso, perguntas são bem-vindas. Deixá-las de lado não só mostra o quanto o estagiário é passivo, como pode prejudicar a qualidade de seu trabalho. “Ele deve fazer perguntas, mas sem arrogância”, lembra Carmen.

Linguagem muito informal

Nada de gírias ou palavrões. Na hora de escrever, nada de abreviações ou brincadeirinhas  “: )”. “O estagiário deve entender que o modo como ele fala e escreve nas redes sociais ou com os colegas de faculdade não deve ser o mesmo modo como ele conversa no trabalho”, diz Carmen. Para evitar equívocos, seja o mais formal possível. Pelo menos até ter mais intimidade com os colegas. Para Pascoal, manter-se atualizado ajuda a estabelecer uma conversa que foge de informalismos. “Quanto mais você souber, mais à vontade você estará para conversar e contribuir com seus chefes e colegas de trabalho”, explica o consultor.

Cada atividade tem sua hora

Fazer atividades relacionadas à faculdade ou resolver problemas pessoais no horário de estágio pega mal. “A nova lei de estágio veio justamente para dar mais tempo para que o estudante possa realizar suas tarefas de estudante”, afirma Carmen. Por isso, concentre-se: as seis horas que você fica no estágio são para executar tarefas da empresa.

Relaxar na aparência

A maneira como você se veste diz muito sobre você. Por isso, tente se vestir de modo formal nos primeiros dias e observe como os outros estagiários e profissionais se vestem. “Vista-se de acordo com a cultura da empresa”, reforça Pascoal. “Se houver dúvidas, adote um padrão discreto, com cores neutras e roupas sociais básicas”.

Esquecer-se de você

Estágio é uma fase importante para a carreira. Ele lhe dará bases importantes para seu desenvolvimento profissional. Isso não significa que você tenha de ficar o dia inteiro se dedicando a ele. Cumpra suas atividades da melhor maneira possível dentro do seu horário. “A nova lei de estágio tenta manter o equilíbrio entre a atividade acadêmica e corporativa”, diz Carmen.

Para ela, o importante é que, no final das contas, o estudante não se esqueça da sua formação. “O primeiro passo é concluir a graduação”, diz. Por isso, não priorize o estágio ou a faculdade. Tente manter o equilíbrio entre as duas atividades.

Fonte: Infomoney

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).

  • Creio que para os que estão iniciando sua carreira, esta seja o principal e um dos mais importantes tipos de matérias que todos devem buscar. O interesse pelo que se procura juntamente com a pro-atividade fazem com que o indivíduo esteja cada vez mais preparado para novos desafios. Força de vontade e confiança devem sempre andar juntas. Sucesso à todos.

  • RicardoFreitas

    @logistica descomplicada (nome?) @flavio

    Concordo, mas no meu caso estágio não remunerado está fora de cogitação haha

    Mas ano que vem encontrarei 1 remunerado, quem sabe até firmar acordo para chegar o mais próximo do meu salário atual.

    • Ricardo, só pra não deixar em aberto eu sou Leandro e minha apresentação está no menu Sobre lá em cima. Abs

  • FLAVIO

    O ESTAGIO E A CONFIRMAÇÃO DO QUE VC APRENDEU NA TEORIA A DEDICAÇÃO AO ESTAGIO TEM QUE SER TOTAL PARA SERMOS BONS PROFISSIONAI NO FUTURO

  • RicardoFreitas

    Lidiane e Ginalva,

    poxa somente estágio voluntário? A área esta tão ruim assim ? Eu por exemplo não tenho condições, há pessoas que dependem de mim e não acharia legal “não receber”.

    Add meu msn para trocarmos umas idéias:

    rwff18@hotmail.com ou email ricardoferreira.java@gmail.com

    • Ricardo, vamos ver se elas voltam pra responder. Mas dependendo da área, do nível do curso, da fase que a pessoa se encontra (e claro de a pessoa ter condições de trabalhar sem remuneração financeira), o caminho é fazer estágios não-remunarados, ganha-se em experiência, pode-se apresentar seu trabalho para uma empresa, e é uma ótima porta de entrada para um posterior estágio (ou emprego) formal.

  • Maravilhoso esse texto!!!Nã´me enquadro em nenhum desses erros pois sou proativa sou estudante de log e faço estágio voluntário, já cheguei na empresa provocando mudanças a empresa é completamente desoganizada e suja, apliquei o meu conhecimento dos 5Ss e todos amaram, o estágio era apenas por 06 horas estou ficando das 7: as 18hs a empresa já sente a minha falta resta apenas me contratar pois trabalho como se fosse funcionária e todos comentam que o ambiente mudou,antes só de homens.

  • lidiane

    Que legal esse texto!

    Confesso que está voltado para o meu cotidiano, pois faço estágio voluntário na área de logística – que é a área que eu curso. Mas ainda que seja voluntário, isso não me isenta de seguir essas "regrinhas básicas". Estou contente porque entre os erros citados só me enquadrava no atraso, mas mudei o horário das 10hs para as 10h e 30m e agora está tudo bem!

  • lidiane

    Que legal esse texto!

    Confesso que está voltado para o meu cotidiano, pois faço estágio voluntário na área de logística – que é a área que eu curso. Mas ainda que seja voluntário, isso não me isenta de seguir essas "regrinhas básicas". Estou contente porque entre os erros citados só me enquadrava nos atraso, mas mudei o horário das 10hs para as 10h e 30m e agora está tudo bem!

  • Ricardo Freitas

    Muito bom, dicas muitos úteis e confesso que em alguns pontos devo melhorar.

    Já realizei 2 estágios durante meu curso técnico em Eletroeletrônica, sendo o último efetivado para o emprego atual e pretendo realizar um terceiro, agora no curso superior de Logística.

    Site "pinado" nos meu favoritos !