Rede de contatos ativa é networking eficaz

Networking - rede de contatosVocê já parou para pensar no peso que tem uma indicação de alguém que você confia? Seja na compra de um produto, sugestão de restaurante ou indicação de um médico, confiamos muito nas indicações que recebemos de nossos amigos.

O mesmo raciocínio é válido para uma indicação profissional. Imagine o peso que tem a indicação de um funcionário ao RH ou direção da empresa, sugerindo um nome para uma vaga recém aberta pela organização.

Por isso é importante manter sua rede de contatos sempre ativa, sabendo daquele novo curso que você fez, o diploma que recebeu ou (infelizmente) sua nova condição de desempregado. Uma rede de contatos ativa, a qual damos o nome de networking, é peça chave para o sucesso profissional.

Pesquisas mostram que de 50% a 70% das pessoas acharam seu último emprego através de networking, ou seja, trabalhando a rede de contatos. Mas não se engane: networking ativo não é ter 1000 amigos no Orkut, Facebook ou Linkedin e atualizar seu status para dizer que você se formou ou que busca um novo emprego.

Se você se orgulha da coleção de cartões corporativos, também é melhor repensar sua estratégia de networking. Alguns estudos afirmam que qualidade é melhor que quantidade na hora de montar uma rede de contatos eficiente – aquela que de fato pode resolver problemas de negócios e a encontrar um novo emprego. Uma dessas pesquisas, de um pesquisador da Universidade de Oxford afirma que, assim como no mundo real, interagimos com no máximo 150 pessoas por ano no mundo virtual.

A maneira correta de fazer networking é investir em relacionamentos duradouros, especialmente quando você não precisa deles. Relacionamentos baseados em interesse, quando você procura a outra parte apenas quando precisa, não criam o engajamento necessário para motivar a ajuda.

Uma maneira de criar este engajamento é “oferecer algo de valor” sempre. Falo aqui de seu conhecimento, suas experiências, conselhos, sugestões. Quando você faz uma pesquisa na internet em busca de alguma ajuda ou informação, você deixa um comentário no site ou fórum de discussão onde encontrou o que precisava? Você participa de 50 (ou 500) comunidades no Orkut, mas você deixa sua opinião e pontos de vista por lá? Você está lendo esta matéria (e espero que já tenha lido várias aqui no site), mas quantas vezes você deixou um comentário para aumentar a comunicação, oferecer um outro ponto de vista e discutir com os outros leitores? Pratique a expressão de suas idéias, interaja e você verá como ficará mais fácil praticar o networking da maneira correta. Faça disso um hábito!

Tudo isso faz parte de um método trabalhoso, duradouro, mas que cria em você o espírito adequado para fazer um networking de qualidade.

Repense sua estratégia de interação, especialmente no mundo virtual. E se quiser interagir com outras pessoas da mesma área que você, o Logística Descomplicada oferece diferentes maneiras para que você conheça outras pessoas da sua área:

– os espaços abaixo para seus comentários são sempre fonte de novas ideias, diferentes pontos de vista e opiniões. Participe, pratique, escreva!

– temos uma comunidade no Orkut – se você está ligado nesta rede, entre lá e discuta, pergunte, responda…

– temos também um perfil no Facebook – que é menos utilizado no Brasil do que o Orkut, mas ainda assim reúne pessoas ligadas na logística.

– finalmente, estamos sempre presentes no Twitter, essa forma sensacional de comunicação. Conheça e adicione o perfil @Logistica_Desc (inclusive sempre tem promoções exclusivas por lá!).

Agora é com você!

[nggallery id=9]

Veja mais matérias na série especial sobre carreira e profissão na área de logística.

Para não perder nenhuma matéria, você tem várias opções para receber as notícias da maneira que achar mais conveniente: feed, email, Twitter… escolha seu jeito preferido de receber todas as atualizações do site automaticamente.

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).

  • Elobueno80

    muito bom, espetacular a materia vale a pena conferir!!!

  • Outro ponto importante a salientar é sempre manter os contatos da rede atualizados de organizados. Uma boa maneira de ser organizar os contatos é criar “cartões virtuais” no Outlook ou mesmo nos serviços via browser como Gmail e Hotmail. Essa organização facilita muito para compartilhar informações e também na hora de buscar por ajuda de alguém.

  • Eduardo Huguinim

    Essa matéria é bem interessante e educativa para todos nós. Faço pós em Gestão Empresarial, e fiz um trabalho sobre Marketing, o qual salientava justamente isso, que nos dias atuais, o networking, o boca a boca, conta mais que propagandas, pois as pessoas confiam mais em uma relação horizontal e estão deixando de lado as antigas relações verticais. Excelente matéria como sempre. Abraço!

  • Jairo L. Fritzen

    Olá,

    Até bem pouco tempo atrás eu sequer conhecia a tal palavra "networking", quando fiquei desempregado eu descobri o seu significado. Através de indicação de uma antiga colega fui admitido temporariamente em outra empresa. Hoje já não atuo mais na mesma empresa, porém me ajudou muito naquele momento e foi muito bom saber que deixei bons colegas e amigos na empresa em que fui demitido.

    Como diz a nossa colega Ginalva, os livros recomendados e as matérias postadas são muito interessantes e nos mantém atualizados.

    Ginalva, o seu pedido de ajuda a essa pessoa/empresa isso é normal que se faça, porém a negativa também é normal e a concorrência sempre existirá. Quem sabe se você conversasse novamente com essa pessoa e exclarecessem possíveis dúvidas que possam ter ficado e em conjunto encontrem um denominador comum onde um possa dar suporte ao outro e juntos crescerem. Desculpe seestou me metendo. Abraços para todos!!!

  • Eric Rodrigues

    Quando versamos sobre assuntos relacionado a área profissional,encontramos alguns entraves por não ter a visão,de que,diversas atividades em nossa vida profissional serve de exemplo para vida pessoal e vice-versa."Se é do bem eu quero é mais,dispenso o que não for"…trecho de um samba expressa bem que quando cultivamos o lado bom das pessoas para nos relacionarmos e no sentido pessoal nos intrarrelacionarmos,as portas se abrem em nosso dia-a-dia.Manter uma rede de contatos consistente e despreocupado com que irá receber em troca é um ótimo exemplo de relacionamento e não somente uma alternativa interessante em nossa vida pessoal/profissional.

  • Estou sempre presente no log.Descomplicada,gosto muito das sugestões inclusive, compro os livros sugeridos e venho aumentando meus conhecimentos na área,sou estudante de log. ou seja tecnologa em logistica, mas não atuo, justamente por não ter indicadores, procuro sempre fazer amizades, mas ultimamente fiquei decepcionada com o que ouvir de um colega quando pedir que me ajudasse e o mesmo me disse que se me colocasse na empresa dele ele perderia o emprego para mim,diante disso tomo meus cursos coloco meu curriculo nas empresas e espero que alguém veja meu potencial.Se me informo é porque preciso de um diferencial,e não para tomar vaga de ninguém.

  • Marcio Felix Mescla

    Boa tarde;

    E com muita certeza que eu deixo minha opinião, nos dias de hoje

    quem não sabe se relacionar concerdesa vai ficar pra tras, porque se você espresar suas opiniões apessoa vai ser melhor, seu relacionamento, no trabalho na faculdade e no dia a dia da politica que esta relacionado em todos os assuntos.

  • Jefferson

    Belo texto sobre networking, na minha opinião fazer networking é servir as pessoas,ajudar sem esperar nada em troca, a consequência disso é o retorno positivo na hora certa.É um fenômeno da natureza, quem planta colhe, quem faz o bem … o bem recebera.

    Abraço a todos.

    Jefferson Moreira

  • Adriano

    O texto frisa algo bem importante e para mim de inegável valor na criação de uma rede de contatos, que é a relação desinteressada. Uma relação baseada apenas no interesse, é fácil de identificar, e ninguém gosta de ser usado. Procuro basear minhas relações numa troca saudável, eu ofereço aquilo que tenho de melhor na esperança de receber também do outro um pouco daquilo que ele tem a oferecer. Desta forma a relação é de cumplicidade, amizade sincera. Quem disse que nos negócios não se pode caminhar lado a lado? Não é preciso querer que o outro seja sempre a sua escada. Subam juntos. Abraço.