ABC

Curva ABC (ou Pareto), para identificar elementos importantes dentro de um conjunto de itens

Curva ABC

Curva ABC

Tem sido tema de algumas conversas minhas o emprego do “óbvio” na administração. Na verdade, acabamos discorrendo sobre sua pouca aplicação, e por que, mesmo…

Curso de Inspeção e Recebimento de Materiais

PROGRAMA

• Recebimento de Materiais: Funções, Conceitos e técnicas;
qualidade Assegurada – Contratos;
• Procedimentos relativos ao recebimento de materiais;
• Processo de recepção de materiais, controle e liberação;
• Controles de Recebimento – Relatórios;
• Normas técnicas e Procedimento no Recebimento – ISO 9000;
• As técnicas estatísticas de Controle de Recebimento;
• Sistemas e Técnicas de preservação de materiais;
• Sistemas de inspeção de materiais, planos de inspeção, de amostragem no recebimento;
• Fundamentos para melhoria da qualidade e produtividade nos armazéns e almoxarifados;
• Conceitos de lay-out, Fluxos e Produtividade;
• A importância do Desenvolvimento de Parceria com Fornecedores;
• Classificação ABC de Fornecedores;
• Visão geral do CEP atuando no recebimento;

Curso de Inspeção e Recebimento de Materiais

PROGRAMA

• Recebimento de Materiais: Funções, Conceitos e técnicas;
qualidade Assegurada – Contratos;
• Procedimentos relativos ao recebimento de materiais;
• Processo de recepção de materiais, controle e liberação;
• Controles de Recebimento – Relatórios;
• Normas técnicas e Procedimento no Recebimento – ISO 9000;
• As técnicas estatísticas de Controle de Recebimento;
• Sistemas e Técnicas de preservação de materiais;
• Sistemas de inspeção de materiais, planos de inspeção, de amostragem no recebimento;
• Fundamentos para melhoria da qualidade e produtividade nos armazéns e almoxarifados;
• Conceitos de lay-out, Fluxos e Produtividade;
• A importância do Desenvolvimento de Parceria com Fornecedores;
• Classificação ABC de Fornecedores;
• Visão geral do CEP atuando no recebimento;

Curso de Inspeção e Recebimento de Materiais

PROGRAMA

• Recebimento de Materiais: Funções, Conceitos e técnicas;
qualidade Assegurada – Contratos;
• Procedimentos relativos ao recebimento de materiais;
• Processo de recepção de materiais, controle e liberação;
• Controles de Recebimento – Relatórios;
• Normas técnicas e Procedimento no Recebimento – ISO 9000;
• As técnicas estatísticas de Controle de Recebimento;
• Sistemas e Técnicas de preservação de materiais;
• Sistemas de inspeção de materiais, planos de inspeção, de amostragem no recebimento;
• Fundamentos para melhoria da qualidade e produtividade nos armazéns e almoxarifados;
• Conceitos de lay-out, Fluxos e Produtividade;
• A importância do Desenvolvimento de Parceria com Fornecedores;
• Classificação ABC de Fornecedores;
• Visão geral do CEP atuando no recebimento;

Curso de Inspeção e Recebimento de Materiais

PROGRAMA

• Recebimento de Materiais: Funções, Conceitos e técnicas;
qualidade Assegurada – Contratos;
• Procedimentos relativos ao recebimento de materiais;
• Processo de recepção de materiais, controle e liberação;
• Controles de Recebimento – Relatórios;
• Normas técnicas e Procedimento no Recebimento – ISO 9000;
• As técnicas estatísticas de Controle de Recebimento;
• Sistemas e Técnicas de preservação de materiais;
• Sistemas de inspeção de materiais, planos de inspeção, de amostragem no recebimento;
• Fundamentos para melhoria da qualidade e produtividade nos armazéns e almoxarifados;
• Conceitos de lay-out, Fluxos e Produtividade;
• A importância do Desenvolvimento de Parceria com Fornecedores;
• Classificação ABC de Fornecedores;
• Visão geral do CEP atuando no recebimento;

Curva ABC (Classificação ABC ou Pareto)

80 20 pareto curva abc - logísticaA Curva ABC é uma das mais usadas na logística e precisa ser bem entendida. A Curva ABC, também chamada de Classificação ABC ou Teorema de Pareto (em homenagem ao seu criador), nasceu quando Pareto percebeu que 80% da riqueza estava nas mãos de apenas 20% da população. Isto ficou conhecido como regra 80/20 e é muito utilizada em processos administrativos e na logística como veremos a seguir.

Da mesma forma que boa parte da riqueza estava concentrada em uma pequena parcela da população, nas empresas boa parte do trabalho é devido a poucos produtos, a maioria dos custos de estoque deve-se a poucos itens caros e grande parte da receita vem de poucos produtos.

Tendo isto em mente, deve-se direcionar recursos, esforços e pessoal para fazer com os itens mais importantes, mais caros e os clientes mais rentáveis sejam atendidos com atenção especial.

Onde pode ser utilizada a Classificação (ou Curva) ABC ?

Curso de Inspeção e Recebimento de Materiais

PROGRAMA

• Recebimento de Materiais: Funções, Conceitos e técnicas;
qualidade Assegurada – Contratos;
• Procedimentos relativos ao recebimento de materiais;
• Processo de recepção de materiais, controle e liberação;
• Controles de Recebimento – Relatórios;
• Normas técnicas e Procedimento no Recebimento – ISO 9000;
• As técnicas estatísticas de Controle de Recebimento;
• Sistemas e Técnicas de preservação de materiais;
• Sistemas de inspeção de materiais, planos de inspeção, de amostragem no recebimento;
• Fundamentos para melhoria da qualidade e produtividade nos armazéns e almoxarifados;
• Conceitos de lay-out, Fluxos e Produtividade;
• A importância do Desenvolvimento de Parceria com Fornecedores;
• Classificação ABC de Fornecedores;
• Visão geral do CEP atuando no recebimento;

Logística Hospitalar – Gestão de estoques em farmácias

Por: Bruno Alves, Lívia Dias, Lucas Ribeiro e Wanderson Conceição*

logística hospitalar - gestão de estoquesInsumos hospitalares e os medicamentos estocados nas farmácias possuem um custo elevado. Sabemos que no setor da saúde, principalmente em hospitais, os recursos estão cada vez mais escassos, o que obriga aos gestores desses estabelecimentos uma busca por novas metodologias de controle. Este artigo apresenta um estudo de caso analisando, do ponto de vista logístico, o controle de estoques de duas farmácias de hospitais distintos, um público e outro privado. O foco será dado às formas de controle do estoque e à relevância de programas específicos para uma maior economia. Para tanto, estudou-se pela análise ABC o grupo dos medicamentos de preços mais elevados que perderam sua validade no estoque hospitalar. Além da análise ABC, também foram utilizadas outras teorias logísticas como Ponto de Pedido e Lote Econômico de Compras, para melhoria do gerenciamento de estoques.

Dentro de um hospital, as questões focadas na administração de estoque dos medicamentos e a forma de distribuição destes em seus diferentes setores dizem muito em relação a qualidade da prestação de serviços pela farmácia.

Pages
  • 1
  • 2