Logística

Gestão da Cadeia de Suprimentos – o efeito chicote

artigo publicado no Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 2007, Resende/RJ

O Efeito Chicote e o seu Impacto na Gestão das Cadeias de Suprimentos

Autores: Leandro Callegari Coelho, Neimar Follmann, Carlos Taboada

As empresas há muito  tempo  têm  tentado eliminar as causas do excesso de estoques ou da  falta de produtos. Observou-se que, quanto mais afastada a empresa estiver do mercado consumidor, maiores serão  as  variações  do  tamanho  dos  estoques  e  dos  pedidos,  o  que  caracteriza  o  chamado  efeito chicote. Considerou-se importante, então, apresentar o que é o efeito chicote, suas causas, as formas
como  se  ele  se  apresenta  e  os meios  para  combatê-lo.    Para  isso  inicialmente  é  apresentado  um cenário possível onde os componentes de uma cadeia de  suprimento procuram alinhar  sua oferta à demanda.  Desta  forma  foi  possível  identificar  e  descrever  os  prejuízos  causados  devido  à  sua influência  nos  níveis  estoques  e  na  produtividade  das  empresas.  Após,  com  base  numa  pesquisa bibliográfica, buscou-se apresentar a solução, que se dá através do alinhamento estratégico e do uso de  Tecnologia  da  Informação,  criando  a  sinergia  necessária  para  que  a  empresa  e  a  rede desenvolvam uma vantagem competitiva.

Cadeia de suprimentos – em busca de maior flexibilidade

artigo publicado no Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 2007, Resende/RJ

Flexibilidade na cadeia de suprimentos: Desenvolvendo Competências

Autores: Leandro Callegari Coelho, Neimar Follmann, Carlos Taboada

Este artigo aborda as  cadeias de abastecimento  flexíveis  e a  forma  como podem  contribuir para o alcance  de  competitividade  das  empresas.  O  assunto  foi  desenvolvido  com  base  nos  conceitos  de diversos autores acerca de gestão da cadeia de abastecimentos, flexibilidade e flexibilidade na cadeia de abastecimentos. Buscou-se tratar o assunto de forma a responder o que é e como é possível tornar uma  cadeia  flexível.  Com  base  no  estudo  realizado  e  dos  conceitos  utilizados,  foi  possível  a elaboração de uma nova proposta de conceito, que melhor descreva o que é  flexibilidade na cadeia de abastecimentos.

Logística virtual – gestão da cadeia de suprimentos

artigo publicado no Simpósio de Excelênca em Gestão e Tecnologia, Resende/RJ, 2007.

A Gestão da cadeia de suprimentos utilizando conceitos de logística Virtual

Autores: Leandro Callegari Coelho e Ronaldo Lima de Cristo

 

Este  artigo  aborda  uma  maneira  de  obtenção  de  vantagem  competitiva  e  uma  ferramenta  para melhoria da  eficiência operacional através do uso dos conceitos da  logística virtual, especialmente no  setor  produtivo.  A  teoria  de  logística  virtual,  ou  e-logistics  como  tem  sido  tratada,  pode  ser utilizada, de  forma complementar, em empresas do mundo físico, extrapolando-se do mundo virtual, das  empresas  baseadas  na  Internet  de  forma  a  suprir  aquelas  com  novos  conceitos  inicialmente formatados  para  estas  no  que  tange  a  estoques,  produção,  disponibilidade  de  insumos  e mercado consumidor. Estes conceitos  são apresentados com o apoio de exemplos e  ilustrações, fazendo uma discussão sobre o tema, baseado no proposto por Clarke (1998). Como resultado, espera-se o melhor uso dos recursos logísticos.

Pages