O que considerar na escolha da pós-graduação? (atualizado)

qualificação profissional mba logísticaAo contrário de poucos anos atrás, ter diploma de curso superior não é mais garantia de boa colocação profissional. Hoje, este requisito é indispensável para qualquer um que queira entrar no mundo corporativo, mas as exigências crescem a cada dia.

Falar razoavelmente uma língua estrangeira, como acontecia com o inglês, deu lugar à necessidade de poder comunicar-se com facilidade em inglês além de falar um outro idioma. Com os negócios globalizados e muitas multinacionais com negócios no Brasil, além de negócios brasileiros espalhados por boa parte do mundo, é fundamental falar inglês para comunicar-se com estrangeiros e uma outra língua para se destacar da multidão.

Veja mais detalhes sobre a qualificação  profissional e o mercado de trabalho.

Qualificação

Assim, a pós-graduação passou a ser um item que diferencia um bom candidato de um ótimo candidato. No Brasil, as pós-graduações mais procuradas são as lato sensu, que segundo o MEC (Ministério da Educação e Cultura), compreendem programas de especialização e incluem os cursos designados como MBA – Master of Business Administration. Elas possuem duração mínima de 360 horas e ao final do curso o aluno obterá um certificado, e não diploma. As especializações são cursos com abrangência ampla (como diz o próprio nome em latim), muito procurados por serem oferecidos a noite, podendo ser conciliados por quem trabalha durante o dia e busca mais conhecimentos em uma instituição de nível superior. São cursos mais teóricos, voltados à atualização ou apronfundamento de conhecimentos, indicados para quem tem pouca experiência profissional e/ou quer se especializar depois de terminar o curso superior.

Os MBAs são indicados para quem já tem alguma experiência administrativa e quer seguir carreira como gestor do negócio. São cursos que focam na experiência, estudos de caso e no conhecimento do grupo de alunos, pois a troca durante as aulas é muito produtiva. Um bom MBA é muito concorrido e chega a custar muito mais que um carro 0 km, mas o retorno no futuro do profissional vale a pena.

Por outro lado, para quem está focado em conhecimento técnico mais profundo, as pós-graduações strictu sensu são as mais indicadas. Elas englobam os cursos de Mestrado (média de 2 anos) e Doutorado (média de 4 anos) e promovem uma análise mais detalhada dos assuntos estudados. Ao final do curso, o aluno estará apto a produzir conhecimento naquele tema. No Brasil ainda são poucas empresas que investem em programas de P&D (pesquisa e desenvolvimento, ou na sigla em inglês R&D – research and development), sendo que no exterior muitas empresas contratam alunos de mestrado para cargos de análise e de doutorado para pesquisa e desenvolvimento.

Mercado

Num momento em que o mundo se recupera de uma grave crise global, o Brasil saiu fortalecido e tem possibilidade de crescer a passos largos, ganhando espaço no cenário econômico e industrial no mundo. No entanto, como temos discutido em inúmeras matérias aqui no logística Descomplicada, a infraestrutura logística do país precisa melhorar muito se quisermos aproveitar todas as oportunidades que aparecerem.

A falta de pessoal qualificado, no entanto pode atrapalhar os planos de crescimento. Garantir processos produtivos e logística interna e externa de qualidade é um desafio que não tem solução fácil. Os custos de produção no Brasil são muito maiores que nos EUA e na Europa, e a qualidade nem sempre é equivalente. Apesar de a tecnologia estar disponível para todas as empresas, nem sempre há pessoal capaz de explorar todas as alternativas e opções.

Quanto mais bem qualificada for a mão-de-obra, melhores serão as chances de a empresa obter sucesso e conseguir colocar seus produtos no mundo todo. É preciso profissionalizar cada vez mais todos os setores: engenheiros para avaliar e melhorar a qualidade, administradores para gerir o negócio, passando por todos os setores. Profissionais com diploma de pós-graduação vêm ao encontro desta necessidade.

Enquanto muitos jovens buscam nos cursos técnicos e tecnólogos uma saída rápida para ir ao mercado e ganhar seu próprio dinheiro, o mercado recebe profissionais com curso superior (os tecnólogos) mas esbarra quando precisa de algo mais. Muitos destes novos trabalhadores param por aí e não buscam mais conhecimentos, indo ao mercado sem capacitação suficiente para atender às reais demandas de uma economia industrial em franca ascensão.

Sua vez

E você, o que tem feito para melhorar sua qualificação e garantir melhores posições no mercado de trabalho?

[poll id=”6″]

Atualização: a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) realiza a avaliação periódica dos cursos e programas de pós-graduação strictu senso. A última avaliação foi divulgada esta semana, indicou que do total de programas avaliados, 2,7% obtiveram notas 1 ou 2; 32% nota 3; 33,6% nota 4; 20,6% nota 5; 6,8% nota 6 e 4,1% nota 7. Isso significa dizer que um em cada dez cursos de pós-graduação do país tem padrão de excelência internacional. A avaliação leva em conta o corpo docente, a proposta pedagógica e a produção científica.

As notas são atribuídas notas em uma escala de 1 a 7. Os que são classificados com 1 ou 2 são descredenciados. A nota 3 significa um desempenho regular, a 4 é considerada como bom resultado e a 5 é atribuída ao programa que atinge “muito bom nível”. As notas 6 e 7 indicam desempenho equivalente “ao alto padrão internacional”.

Fique atento antes de embarcar na carreira acadêmica e pesquisa sobre a qualidade do ensino, que determinará o peso do seu diploma no futuro. A avaliação da CAPES pode ser encontrada neste link.

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o Logística Descomplicada gratuito:

Leandro C. Coelho, Ph.D., é Professor de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Université Laval, Québec, Canadá. Conheça mais no menu Sobre (acima).