câmbio

Relações econômicas internacionais e o comércio exterior

Relações econômicas internacionais e o comércio exterior

Se não houverem negócios e mercadorias a serem transportadas, a logística perde boa parte de suas funções. Por isso, é importante para o profissional de logística conhecer e entender as relações econômicas, sociais e políticas para facilitar o comércio exterior.

O livro Gestão das Relações Econômicas Internacionais e Comércio Exterior apreseta com linguagem clara e objetiva uma análise aplicada sobre relações econômicas internacionais em sua total dimensão, sem esquecer das tendências que tornam o exterior fonte de renda e de expansão transnacional.

O livro é dividido em dez capítulos e tem o objetivo de apresentar aos leitores os temas em seqüência lógica. Veja alguns exemplos de assuntos discutidos e explicados no livro:

Perspectivas e Desafios da Logística para 2010

Continuando com o panorama de tendências da logística para 2010, confira abaixo matéria de autoria de Rogério Barrionuevo, do Blog do Rogério.

Fim de Ano e começam as previsões… Como não sou nem melhor ou pior que ninguém também vou assumir o papel de “Guru” e abordar o que espero de 2010:

– Que o PAC realmente deslanche de forma a melhorar a infra-estrutura do país. Hoje a deficiência da nossa infra representa um gargalo logístico para nossa economia;

– Que se avance nas concessões des estradas, portos e aeroportos mas com transparência para termos efetivamente uma melhora dos serviços de transporte e logística como já tivemos no passado na área de telecomunicações;

– Que a Copa e as Eleições estimulem a nossa produção e consumo que o crescimento do PIB seja compatível com o tamanho da nossa economia;

– Que as Cias Áreas se preparem de forma adequada para toda a demanda que virá e que adotem tarifas justas. Aliás, o Governo podia ajudar fazendo sua parte. Como é difícil para um ser humano “normal” entender como viajar dentro do Brasil é mais caro que ir para Europa ou Estados Unidos.

– Que o conceito de Sustentabilidade deixe de ser um “modernismo” e passe a ser de fato uma preocupação de todos os nossos segmentos. Vamos cada vez buscar uma logística Verde, Limpa e autosustentável;