f1

Logística nos esportes (Fórmula 1 – Ferrari)

Ferrari Fórmula 1 Logística de evento esportivoMotivado pelo sucesso da matéria sobre a Logística da Fórmula 1, hoje vou colocar mais informações sobre a F1, especificamente sobre a equipe Ferrari, por onde já passaram Rubinho Barrichello, Michael Schumacher e onde corre atualmente o brasileiro Felipe Massa.

Você sabe dizer, por exemplo, se a equipe viaja de volta para a Europa depois de uma corrida na Ásia, sabendo que haverá outra corrida naquele continente em 15 dias? Nesta matéria você descobrirá o que faz uma equipe de ponta como a Ferrari. Leia tudo a seguir:

A Fórmula 1 visitou no último final de semana a Coreia do Sul, numa estreia absoluta, visto que é a primeira vez que o país recebe uma corrida da F1 e o circuito teve obras até as vésperas da chegada dos carros.

A cidade mais próxima, Yeongam, nunca recebeu um evento internacional desta envergadura, o que fez a busca por acomodações para pilotos e equipes ainda mais complexa.

A logística da Fórmula 1

desafios logísticos da F1Você que já assistiu a uma corrida de Fórmula 1, já parou para pensar no desafio logístico de levar todos os carros, equipamentos e pessoas ao redor do mundo?

Neste post vou mostrar um pouco desse trabalho, e tentar mostrar algumas informaçòes curiosas desse esporte.

Em 2010, com o calendário da F1 apontando 19 corridas, as equipes viajarão por 3 continentes e mais de 160 mil km!

Os equipamentos transportados por via aérea vão em 120 baús e contêineres, contendo mais de 10 mil peças diferentes e 32 toneladas de equipamentos por equipe para as corridas fora da Europa (este ano existem 12 equipes competindo). Boa parte deles usam um avião cargueiro 747 fretado. Algumas peças menos críticas viajam por navios, aproximadamente 10 toneladas de peças. Se algum problema ocorrer, as peças podem ser despachadas da Europa para qualquer circuito do mundo, e serão entregues pela empresa contratada em 24h.