leitura

Logística no comércio exterior

Logística no comércio exterior

A logística existe desde as remotas operações agrícolas para estocar os grãos das colheitas do Nilo no Egito antigo, porém, devido às mudanças organizacionais e tecnológicas das últimas décadas, as práticas logísticas tornaram-se um dos maiores desafios das empresas. Hoje é possível obter uma vantagem competitiva real através da logística – e existem empresas inteiras dedicadas apenas ao gerencimanto logístico (vide os operadores logísticos, as grandes transportadoras ou empresas como FedEx, UPS e DHL).

Um dos grande obstáculos da logística num ambiente globalizado é justamente utilizar diferentes estratégias para melhorar a eficiência da cadeia logística, fazendo com que as empresas consigam competir em diferentes mercados.

Um destes grandes mercados pode ser encontrado em operações de comércio internacional, que vem passando por considerável mudança nos últimos anos e o incremento no volume de negócios é notável.

Este ambiente competitivo e dinâmico faz com que haja a necessidade de um ambiente integrado internamente e um nível de relacionamento forte junto às outras empresas parceiras.

A logística tornou-se uma importante ferramenta para ganhar competitividade e ajustar os fluxos de materiais a esta realidade veloz, em que a redução de tempo na distribuição, estocagem e movimentação dos produtos serão a chave competitiva para o comércio internacional.

Logística reversa e sustentabilidade

Logística reversa e sustentabilidade

A logística reversa está associada, normalmente, às funções de pós-venda e pós-consumo. Quase sempre o enfoque é em levar de volta a alguns poucos centros um conjunto muito grande de materiais que foi distribuído para o consumo através da logística direta.

Enquanto o papel da logística direta é levar do produtor para alguns centros de distribuição, destes para o mercado e finalmente para o grande público consumidor, a logística reversa faz o papel inverso, pegando os produtos altamente dispersos e devolvendo-os às suas origens para tratamento, disposição final ou reclicagem.

No entanto, é possível aumentar o conceito de logística reversa e vê-la como um apelo à sustentabilidade. Não apenas dar destino adequado aos produtos no pós-consumo, mas controlar os resíduos gerados nas organizações.

No recém lançado livro Logística Reversa e Sustentabilidade, os conhecimentos sobre a logística reversa e sustentabilidade são apresentados de forma de forma inovadora, com a adoção de novos conceitos e instigando os leitores a gerir as organizações em geral, em busca dos melhores resultados e benefícios para a sociedade em geral.

Estratégia competitiva

Estratégia competitiva

No momento em que tratamos sobre indicadores de desempenho e sobre como escolher os melhores indicadores de desempenho para cada empresa, voltamos a destacar a importância da estratégia adotada pela empresa.

Assim como os indicadores devem ser escolhidos individualmente, olhando com cautela para cada caso, as estratégias também são únicas. Cada empresa deve escolher a sua, com muito cuidado depois de analisar suas habilidades, suas fraquezas, o mercado consumidor e os concorrentes. Só depois de analisar com critério esses elementos poderá decidir como vai competir. Essa será a estratégia competitiva da organização.

No entanto, definir a melhor estratégia competitiva não é uma tarefa tão simples quanto parece. Os conceitos básicos de administração estratégica que as empresas devem adotar a fim de enfrentar o desafio diário de competir com outras companhias no ambiente acelerado e global em que vivemos atualmente são bastante intrincados e complexos. Por isso, recomendo hoje a leitura do livro Estratégia Competitiva, onde são examinados, além de tópicos tradicionais da administração estratégica, outros assuntos importantes a fim de auxiliar no preparo do leitor para uma carreira gerencial bem-sucedida

O inglês na logística e no transporte

O inglês na logística e no transporte

O profissional de hoje em dia, e não apenas na área de logística, precisa ser cada vez mais completo. Isso significa que ele deve ter uma formação adequada, possuir experiência na área, deve pensar em fazer uma pós graduação para complementar seus conhecimentos e falar outras línguas.

Algumas pessoas já me procuraram (durante a série de matérias sobre carreira em logística) para perguntar se deveriam estudar inglês ou fazer uma pós. Minha resposta era sempre a mesma: por que uma coisa exclui a outra?

Além disso, muitas empresas pedem que os profissionais falem mais de uma língua estrangeira, considerando que o inglês é “obrigação”.  A diferenciação do profissional se dará pela segunda língua estrangeira.

Mas se você ainda está “arranhando” no inglês, a dica de leitura de hoje deve ajudar a sua situação. O livro chama-se Inglês no Transporte e na Logística e o título não poderia ser mais explicativo.

Estudos de caso em logística empresarial

Estudos de caso em logística empresarial

Os estudos de caso são fundamentais tanto para profissionais quanto para estudantes:

Para os profissionais, os estudos de caso ajudam a compreender melhor as situações que eles enfrentam no dia-a-dia, a saber como outras empresas lidaram com aquele caso, quais as soluções adotadas e se o resultado foi o sucesso ou fracasso. Tendo todas essas informações, fica mais fácil entender quais ações levaram aos resultados finais, e o profissional pode julgar se aquelas ações foram adequadas para aquela situação. Quando ele se depara com um problema semelhante, pode utilizar este conhecimento dos erros e sucessos prévios para avaliar quais os melhores passos a serem dados.

Para os estudantes, os estudos de caso ajudam a compreender melhor como funciona o mundo empresarial e como as decisões que tomamos hoje, com um conjunto de informações sobre o problema, irão influenciar no futuro, quando outras informações se tornarem disponíveis.

Gestão de projetos

Gestão de projetos

A gestão de projetos envolve a aplicação de conhecimentos técnicos para alcançar um conjunto de objetivos pré-definidos no prazo certo, com um custo certo e na qualidade desejada, através da mobilização de recursos técnicos e humanos. Mesmo que não utilize as técnicas mais adequadas, todas as empresas tentam fazer isto para alcançar seus objetivos.

O ambiente empresarial está cada vez mais  orientado a projetos, pois cada atividade passa a ter um responsável que tem um prazo e orçamento estipulados, recebe um conjunto de recursos (equipamentos, instalações) e pessoas no seu time para realizar a tarefa. Assim, ter conhecimentos técnicos sobre gestão de projetos passa a fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso da gestão das operações do dia-a-dia empresarial.

O livro Gestão de Projetos oferece ao leitor diversas dicas para organizar e gerenciar equipes de projeto de forma eficaz com ferramentas de gestão extremamente úteis. O foco na comunicação ensina a documentar e comunicar com clareza os progressos do projeto tanto dentro como fora de sua equipe. A cobertura aprofundada das etapas de planejamento, determinação de cronograma e estimativas de custos vai prepará-lo para lidar com todos os aspectos da gestão de projetos com segurança.

Estatística e Logística: qual a relação?

livro estatistica geral e aplicadaMuitas pessoas se perguntam se há muita matemática no dia-a-dia do profissional de logística. Outras se indagam se o curso de logística é difícil ou complicado por conta dos números.

Minha resposta é que são os números que fazem da logística uma área tão interessante, pois a gestão deixa de ser apenas qualitativa e opinativa, e passa a ser uma ciência (quase) exata. Lembre-se de várias matérias que já passaram aqui pelo Logística Descomplicada em que os números e fórmulas eram necessários: o Lote Econômico de Compras, os modelos de previsão, os gráficos de controle, dentre muitos outros.

Por isso, para um bom profissional de logística, é fundamental ter conhecimentos de matemática e de estatística. Por isso, hoje recomendo um livro de estatística aplicada, para ajudar os leitores a entenderem melhor esta área da logística.

O livro chama-se Estatística Geral e Aplicada e aborda o assunto desde início, sendo útil para aqueles que tem pouco (ou nenhum) conhecimento da área, mas chega a tópicos avançados que deixarão satisfeitos até os mais curiosos e amantes dos números. O livro é focado em aplicações do dia-a-dia dos recursos oferecidos pela estatística, e ao final de cada capítulo (são 15 no total) apresenta quase 200 exemplos e mais de 500 exercícios.

Transporte de mercadorias e pessoas no Mercosul

livro sobre transporte de mercadorias no mercosulQuem trabalha com comércio exterior sabe da importância dos acordos bilaterais e dos mercados comuns tais como o Mercosul. Não apenas facilitam o deslocamento de pessoas e mercadorias, mas tornam mais ágeis os processos comerciais.

Quando estes negócios são feitos numa área do tamanho do próprio Mercosul, questões logísticas começam a vir à tona. É relativamente fácil transportar mercadorias dentro da Europa, com países pequenos mas alimentados por rodovias, portos e ferrovias. Agora imagine o pesadelo de transportar equipamentos de Manaus até Buenos Aires (Argentina), ou de Fortaleza até Assunção (Paraguai). É preciso fazer da multimodalidade algo real e eficiente.

Estes e outros assuntos são abordados no livro Transporte Internacional de mercadorias e pessoas no Mercosul, que aborda com grande ênfase o transporte multimodal, as resposabilidades dos operadores deste transporte e os limites de responsabilidade em cada um dos países membros do bloco (fundamental conhecer isto para quem trabalha com comércio exterior nesta região).

Gerenciando negócios internacionais

livro gestão de negócios internacionaisNa gestão de negócios internacionais, apenas os conhecimentos técnicos em logística, transportes e comércio exterior não são suficientes para garantir o sucesso da operação. Questões de ordem econômico-financeira, jurídicas, marketing, comunicação e até mesmo diferenças entre as culturas dos países podem influenciar e definir (positiva ou negativamente) no desenrolar do negócio.

Pensando nisso, e complementando o sorteio do livro sobre Logística Internacional que ocorrerá no dia 11/fevereiro (inscreva-se, ainda é tempo!) hoje a indicação de leitura é para o livro Introdução à Gestão de Negócios Internacionais.

O livro foi escrito com base na experiência de diversos professores em programas de graduação e pós-graduação e visa ser um instrumento introdutório para esta ampla área do conhecimento, abordando temas que normalmente não são estudados em conjunto, mas que podem ser o diferencial do sucesso do negócio.

Sistemas de Transporte no Brasil e Logística Internacional

sistemas de transporte e logística internacionalNão é segredo que a matriz de transportes do Brasil não favorece meios econômicos e seguros de transportes, especialmente para as cargas enviadas a longas distâncias. Ainda usamos majoritariamente o modal rodoviário quando poderíamos ser mais econômicos utilizando as ferrovias ou hidrovias.

Para tentar mudar esta realidade é preciso conhecer em detalhes cada um dos modais, seus equipamente principais e como fazer a gestão das frotas. Somente a partir deste conhecimento poderemos utilizar plenamento a multimodalidade e aproveitar o que cada modo de transporte tem de melhor a nos oferecer.

Pages