negócios

Canais de Distribuição na Exportação

Por Flávia Chinelato *

logística e canais de distribuição na exportaçãoCom a crescente globalização o mercado para os fabricantes de diversos segmentos ultrapassam as fronteiras dos estados e países. A concorrência muito acirrada com a entrada de novos produtos e novas marcas pressiona os empresários regionais a ampliar o seu negócio e fazer parte desta nova onda.

Como estratégia de crescimento torna-se necessário buscar os mercados mais distantes e agregar maior valor a marca para manterem-se lucrativas e fortes o suficiente para permanecerem no mercado.

Para isso os empresários utilizam-se dos canais de distribuição (ou chamados canais de marketing). Uma definição básica deste canal é um conjunto de organizações interdependentes envolvidas no processo de disponibilizar um produto ou serviço para o uso ou consumo. Seriam formas distintas de dispor o produto ou serviço para clientes em diferentes locais.

Logística Internacional

livro logistica internacionalRecentemente publicamos uma entrevista com profissional de comércio exterior, que destacou vários pontos importantes da profissão, altamente ligada com os conhecimentos de logística internacional.

Além dos conhecimentos alfandegários e tributários específicos de cada país, é imprescindível conhecer profundamente a logística internacional para que as atividades de transporte, estocagem e mesmo processos de compra e venda sejam feitos de maneira eficiente e eficaz. Por isso a indicação de leitura de hoje é o livro Logística Internacional, na tradução da segunda edição norte-americana.

Como a maioria das obras internacionais indicadas aqui na seção Leitura Recomendada, este livro apresenta uma visão global do processo logístico, mostrando como se executam várias etapas com a qualidade de “classe mundial”. Todas as questões relevantes, incluindo documentação, prazos de pagamento, termos de comércio internacional (Incoterms), risco de câmbio, seguro internacional, trâmites alfandegários, contratos de vendas por agenciamento ou distribuição, embalagem e transporte, são explicadas em detalhes. Os conceitos são descritos de forma clara, com um vocabulário exato, e foi dada especial atenção à ordem de apresentação dos tópicos para que a abordagem fosse lógica, e de modo que o leitor possa entender cada conceito sem precisar consultar um tópico apresentado mais adiante.

Competência social – uma questão de atitude

competência social - uma questão de atitudePossuir habilidades interpessoais é fundamental para qualquer profissional que deseje ser bem sucedido, e isto é cada vez mais exigido no mundo empresarial. Como forma de promover a melhora na qualidade dos profissionais de gestão e logística, algumas recomendações de leitura deste espaço já abordaram questões como liderança, a arte para falar em público e ética profissional. Se você ainda não viu, clique nos links e conheça, porque vale a pena!

Vergonha por não saber como agir em determinadas situações socioprofissionais e falta de traquejo social não são mais perdoados no mundo globalizado. A construção da imagem das empresas depende cada vez mais da postura e atuação das pessoas que nela trabalham, tanto no dia a dia das operações como em situações que surgem em função de viagens e relacionamentos de negócios.

Quem nunca se perdeu quando foi apresentado a alguém e não sabia se abraçava, dava um beijinho ou um cordial aperto de mão? Como chamar seu interlocutor: senhor, prezado, você? Como portar-se em almoços de negócios? Até mesmo entrevistas de seleção exigem cada vez mais habilidades sociais.

Com tiradas engraçadas e sugestões inteligentes, o livro Competência Social: Mais que Etiqueta, uma Questão de Atitude não tem a pretensão de ser uma bula com regras rígidas sobre o assunto, mas um guia para ajudar o leitor a se sair bem em situações complicadas. Casos como o de uma pessoa que derrubou um copo de vinho na mesa durante um jantar elegante são analisados com bom humor, mostrando como se sair bem em situações similares.

Ética Profissional

Com a competição feroz tanto entre empresas quanto entre profissionais para garantir seu lugar no mercado, por vezes deparamo-nos com situações em que a ética precisa falar mais alto. Como você reage em situações de racismo, discriminação ou pequenas ilegalidades? Como você reagiria se seu fornecedor lhe propusesse um preço mais baixo, mas sem emissão de nota fiscal? Você faz pequenos pagamentos “por fora”? Para ver uma excelente discussão sobre este assunto, veja a palestra “O que fazemos no dia-a-dia importa”, que foi publicada aqui no Logística Descomplicada.

livro ética profissionalPensando nisso, recomendo também a leitura do livro Ética Profissional. O elemento fundamental de uma empresa de sucesso é a ética profissional sólida e o entendimento dela é uma das prioridades para obter sucesso no competitivo ambiente profissional. Os líderes enfrentam, hoje, dezenas de situações e dilemas éticos no mundo corporativo.

Neste livro são abordadas questões relativas ao moderno local de trabalho, como ética corporativa, influências externas sobre a ética, tecnologia e ética, ética e relacionamentos, entre outras. Além de discussões sobre ética empresarial a normas éticas para a tomada de decisões comerciais, você aprenderá como se movimentar nesta delicada área. Por exemplo, no local de trabalho, o livro “ensina” a como assumir a culpa por um erro seu. Ainda no mundo corporativo, um assunto tão falado hoje também é abordado no livro: valores ambientais. Exemplos sobre política, uso de email, comunicação pessoal (nada de fofoca!), hierarquias, dentre outros são destacados e discutidos inclusive com estudos de caso.

Confiança na Cadeia de Suprimentos

Por Ivan H. Vey e Alceu B. Junior

confiança negóciosBusca-se nesse texto avaliar a importância da confiança entre os atores da cadeia de suprimentos e a relação existente entre a confiabilidade da Cadeia e os riscos a que ela está exposta. Em primeiro lugar faz-se o levantamento dos riscos existentes, em seguida avaliam-se questões relacionadas a confiança e por fim faz-se a relação entre riscos e confiança dentro da Cadeia de Suprimentos.

O oportunismo é um risco eminente em todos os ramos de negócio, geralmente um player com visão de curto prazo e que deseja retornos imediatos acaba utilizando desse artifício. Williamson (1985: 30) define como “condição da busca de auto-interesse com astúcia” o que resume comportamento como mentir, roubar, lograr, formas sutis de enganar, revelar informação de forma distorcida ou incompleta, ofuscar, confundir, etc. “Uma das implicações do oportunismo é que os modos de cooperação ideais da organização econômica são muito frágeis e por isso são invadidas e exploradas por agentes que possuem estas qualidades”.

Opções para estratégias de operações globais

artigo de autoria de Leandro Callegari Coelho publicado originalmente nos portais Newscomex e IBCELOG:

Opções para estratégias de operações globais

No mercado competitivo e globalizado em que muitas empresas competem, é preciso levar em consideração a dimensão internacional que os negócios e as estratégias têm tomado. Estas empresas, chamadas de organizações multinacionais (em contraste com as empresas locais, nacionais ou domésticas), têm seu mercado e seu fornecimento em escala global: compram matérias-primas, fabricam e vendem produtos e serviços em diversos países.

A maneira como os gestores destas empresas abordam as oportunidades globais define a estratégia que elas utilizarão para comprar, produzir e vender nesta escala mundial. Enquanto algumas zelam por sua exclusividade e o apelo que a marca produz, outras visam alcançar o maior número possível de consumidores com custos cada vez mais baixos.

Estas estratégias podem ser classificadas em quatro grupos: internacional, multidoméstica, global e transnacional. Vejamos algumas características de cada uma destas alternativas.

Pages