suprimentos

O que fazer para ter uma cadeia de suprimentos flexível?

Matéria publicada na edição 03 de março de 2008 da Revista MundoLogística:

A flexibilidade na cadeia de suprimentos – A importância da flexbilidade e o que fazer para que ela seja um sucesso.

Autores: Leandro Callegari Coelho, Neimar Follmann, Carlos Taboada.

Como é possível tornar flexível uma cadeia de suprimentos e quais os benefícios deste fato para as empresas envolvidas? Este artigo busca responder esta pergunta, começando com uma discussão acerca de gestão da cadeia de suprimentos, da flexibilidade enquanto um objetivo de desempenho das empresas e finalmente de flexibilidade na cadeia de suprimentos. Além disso, são apresentadas algumas competências necessárias para o sucesso de uma cadeia flexível. Com isso, espera-se contribuir para o desenvolvimento de estratégias que tornem as cadeias, através de seus elos, mais sensíveis às mudanças, capazes de se adaptarem a novas exigências e necessidades.

Sustentabilidade empresarial

artigo publicado no XIII Simpósio em Engenharia de Produção (SIMPEP), Bauru/SP, 2006

Desenvolvimento sustentável e responsabilidade ambiental – O caso Petrobras

Autores: Leandro Callegari Coelho, André Padovan, Luís Moretto Neto.

Este artigo aborda o tema da sustentabilidade ambiental dos empreendimentos e de sua relação com a visão que a sociedade tem sobre o assunto. A abordagem do tema se dá pela percepção da necessidade de preservação do meio ambiente, da agregação de valor à marca que se tem ao ser ambientalmente responsável e os benefícios econômicos desta agregação. Foi feita uma análise utilizando-se a empresa Petrobras, que faz grandes investimentos em prevenção e cuidados ambientais, porém mesmo com tantos investimentos, nos últimos anos houveram seguidos acidentes que ocasionaram desastres ambientais e como conseqüência causaram uma mancha na imagem da empresa. Com isso conclui-se que para uma empresa obter sucesso a longo prazo, esta deverá ser economicamente saudável e correta ambientalmente, ou seja, ser sustentável.

Marketing e logística – como agregar valor com esta integração

artigo publicado no Congresso Internacional de Administração, 2008, Ponta Grossa/PR

Agregando valor ao cliente através da integração entre Marketing e logística

Autores: Neimar Follmann, Leandro Callegari Coelho, Carlos Taboada

A busca pela produtividade levou as empresas à especialização das tarefas, o que no decorrer dos anos deu  origem  a  departamentalização.  Esta  promove  em  muitos  casos  o  aumento  do  seu  próprio desempenho, esquecendo-se, no entanto, que é necessário melhorar o conjunto de  toda a empresa. A condição para que seja possível alcançar um desempenho superior é que o produto seja bem aceito no mercado e, portanto, é preciso que os consumidores percebam uma clara vantagem na sua compra. A esta condição dá-se o nome de valor, que pode ainda ser definido como a relação entre os benefícios recebidos e os custos totais incorridos. Tomando-se a necessidade que a empresa tem de gerar lucro e prosperar,  juntamente  com  o  fato  de  que  isto  somente  irá  ocorrer  se  ela  oferecer continuamente produtos/serviços com alta percepção de valor, chega-se a  importância que o marketing e a  logística têm em desempenhar este papel. O primeiro é fundamental na definição de estratégias que  tornem o produto desejado e consumido. Para que o segundo ocorra, a logística deve disponibilizar este produto no local e no momento em que o cliente mais o desejar. Assim, as duas áreas devem agir em conjunto, pois possuem forte influência sobre como o produto é percebido no mercado. Para isto propõe-se que a logística deva assumir um papel mais efetivo, de forma a colaborar com a área de marketing e, através da  gestão  de  estoques,  flexibilização  da  cadeia  de  suprimentos  e  benchmarking,  possibilitar  a conquista de clientes e maiores lucros.

Pages