tecnologia da informação

Logística e TI – invasão às redes de computadores

Por Paulo Sérgio Gonçalves *

segurança da informação, TI e a logísticaNa semana da posse da Presidente (a) Dilma Rousseff , computadores do Palácio do Planalto sofreram uma pane motivada por um ataque conjugado. Esses ataques são realizados, normalmente, utilizando-se de vários computadores chamados “zumbis” e tem por finalidade sobrecarregar os servidores a tal ponto que não resistem ao elevado volume de acessos e por via de consequência sofrem pane!

Esses “zumbis” não são nada mais do que computadores de usuários ingênuos que foram utilizados por pessoas altamente capacitadas (hackers) a invadir sistemas e operar redes de computadores sem serem rastreados.

Em artigo publicado em seu blog (Early Warning blog), um analista de defesa dos EUA escreveu: “nossa habilidade para penetrar nos sistemas de computadores do inimigo, nossa habilidade de explorar redes de comunicação, com o objetivo de manipular digitalmente as informações, é real!”

O mercado de TI e seus desafios

ti tecnologia da informação  e a logísticaA área de TI – Tecnologia da Informação – pode ser definida de maneira ampla como o conjunto de todos os processos, soluções e atividades que são realizados por intermédio de computadores, sejam eles grandes servidores ou pequenos computadores de mão.

A TI se integra com as mais diversas áreas da organização, e a integração com a logística já foi discutida aqui no Logística Descomplicada: se você ainda não leu, confira “Tecnologia da Informação (TI) e logística – como funciona essa integração?“. No texto abaixo, você encontrará os desafios da área, as perspectivas do mercado e como estão as oportunidades para os profissionais do ramo.

Leitura em Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação

livro tecnologia e sistemas de informacaoUma das áreas que mais cresce em importância na gestão logística é como mantemos as informações disponíveis e atuais para todos os envolvidos em processos decisórios, seja dentro da própria empresa ou entre os parceiros da cadeia de suprimentos.

Garantir que os sistemas de informação “conversem” entre si para atingir este objetivo é fundamental. Ao se falar em sistemas de informação (SI) é comum ainda haver uma interpretação e associação com um sistema técnico, altamente complexo, onde especialistas (os analistas) buscam identificar os “requerimentos verdadeiros” que modelariam as necessidades de informação dos usuários.

Tal perspectiva tem levado a um aumento no nível de insatisfação e de reclamações quanto ao desenvolvimento e uso de SI, assim como de seus custos. Buscando refletir sobre esses fenômenos, o livro Estudos Qualitativos em Gestão da Tecnologia e Sistemas da Informação procura contribuir com uma nova visão prático-organizacional para os sistemas de informação, em que as pessoas nas empresas atribuem significados ao mundo e constroem uma visão de informação relevante que irá afetar a produtividade e a competitividade.

Sistemas de Informações Logísticos

Por Andrey Freiberger Campos e Marcelo Bezerra

tecnologia da informação - TINas últimas décadas o mundo dos negócios tem enfrentado sérios desafios decorrentes da mudança da Era Industrial para a Era da Informação. Esta mudança foi em grande parte liderada pelos avanços acelerados na área de tecnologia da informação (TI). Na área de logística, esta rápida evolução implica também em profundas mudanças. A TI aplicada à logística ajuda a reduzir os custos logísticos e redefine organizações e suas interconexões. Neste contexto, os sistemas de informações logísticos (SIL), apoiados pela TI, assumem papel importante no aumento da competitividade logística de uma empresa, na medida que permite coletar, armazenar, disseminar e processar dados com relativa efetividade e rapidez.